PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Juncker pede a Xi maior reciprocidade nas relações com a UE

26/03/2019 09h47

Paris, 26 mar (EFE).- O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, pediu nesta terça-feira ao líder chinês, Xi Jinping, uma maior reciprocidade nas relações bilaterais e que o gigante asiático conceda às empresas comunitárias o mesmo acesso aos seus mercados que o bloco oferece às companhias chinesas.

"China e Europa podem e devem fazer grandes coisas juntos e não em um modo de confronto, mas de cooperação", disse ao término de uma reunião no Palácio do Eliseu promovido pelo presidente da França, Emmanuel Macron, e ao qual também esteve presente a chanceler alemã, Angela Merkel.

O representante da CE admitiu que a China e a UE são parceiros estratégicos e rivais, mas pediu para ver essa última classificação como um afago.

No comparecimento conjunto, destacou, além disso, a importância que os investimentos do grande projeto chinês de desenvolvimento, a Nova Rota da Seda, beneficiem também os europeus e os países de passagem em caso de "fazer grandes coisas juntos".

Este encontro foi o mais importante do segundo e último dia da viagem de Estado de Xi à França, onde ao término dessa reunião conjunta no Palácio do Eliseu iniciou um segundo encontro bilateral com Merkel.

A Nova Rota da Seda já solicitou o apoio de países como Itália, o primeiro do G7 a respaldá-la.

"É um projeto muito importante e como europeus queremos desempenhar um papel, mas é necessária uma certa reciprocidade, que ainda nos custa um pouco a encontrar", disse a chanceler, enquanto Macron, nessa mesma linha, destacou que embora existam divergências com a China, a Europa está aberta ao diálogo. EFE

Internacional