PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Bolsonaro anuncia escritório comercial em Jerusalém

31/03/2019 16h06

Jerusalém, 31 mar (EFE).- O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, afirmou neste domingo que o escritório que abrirá em Jerusalém terá caráter comercial, para promover tecnologia e inovação, como parte da embaixada brasileira em Tel Aviv.

"Nos aproximamos de países que estão alinhados conosco nas tradições, na cultura, na democracia e na fé em Deus. Abriremos em Jerusalém um escritório para promover o comércio, o investimento, a tecnologia e a inovação", disse ele em entrevista coletiva ao lado do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu.

Horas antes, o titular de Relações Exteriores, Israel Katz, disse no Twitter que o Brasil abriria uma representação diplomática em Jerusalém, uma polêmica medida porque a parte leste da cidade, considerada da Palestina, foi ocupada e anexada por Israel contrariando orientações da Organização das Nações Unidas (ONU).

Netanyahu agradeceu a decisão e considerou que poderia ser "o primeiro passo" para uma futura embaixada do Brasil em Jerusalém, "a capital de Israel".

O presidente brasileiro tinha prometido na campanha eleitoral levar a delegação diplomática de Tel Aviv para Jerusalém, assim como Estados Unidos e Guatemala, fugindo do consenso internacional. A oposição de parte do governo de Bolsonaro a este movimento, pelas relações comerciais que mantém com os países árabes na venda de carne halal (permitida para consumo pela lei islâmica), teriam rebaixado a promessa a um escritório comercial. EFE

Internacional