Topo

Trump afirma que se sente mal por renúncia de Theresa May

2019-05-24T15:20:00

24/05/2019 15h20

Washington, 24 mai (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira que se sente mal pela primeira-ministra britânica, Theresa May, que anunciou sua renúncia hoje pressionada por ministros e deputados do Partido Conservador.

"Me sinto mal por ela. Trabalhou muito duro, é muito forte e gosta muito dela. Eu a verei em duas semanas", disse Trump aos jornalistas na Casa Branca antes de partir rumo ao Japão, onde deve realizar uma visita de Estado.

May anunciou sua renúncia nesta sexta-feira após o fracasso de todas as tentativas para materializar o Brexit, a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), sua principal incumbência quando assumiu o governo em julho de 2016.

A política "tory" informou que comunicou à rainha Elizabeth II a intenção de renunciar em 7 de junho e de iniciar depois o processo para escolher o novo líder do Partido Conservador, que deve terminar no final de julho.

Apesar de anunciar sua renúncia, May seguirá à frente do Executivo britânico quando Trump, que a criticou em várias ocasiões anteriormente, realizar a visita de Estado agendada para entre 3 e 5 de junho.

Durante sua estadia no Reino Unido, Trump se reunirá com a rainha Elizabeth II e terá um encontro bilateral com May.

No passado, o presidente americano lamentou o modo como May estava administrando a saída do Reino Unido da UE, processo pelo qual Trump se mostrou a favor.

O governante americano partiu hoje para o Japão, onde iniciará no sábado uma viagem que durará até a próxima terça-feira, dia 28, para coordenar ações frente ao desafio representado pela Coreia do Norte e estreitar os laços com um dos principais aliados.

Trump se transformará no primeiro governante estrangeiro a ser recebido em audiência pelo novo imperador de Japão, Naruhito, que ascendeu ao trono em 1º de maio, após a abdicação de seu pai, o agora imperador emérito Akihito. EFE

Mais Internacional