Topo

Papa Francisco pede diálogo e fim de manifestações violentas no Chile

Papa Francisco - Reuters
Papa Francisco Imagem: Reuters

Em Vaticano

23/10/2019 08h52

O papa Francisco expressou hoje sua preocupação com a situação no Chile e pediu diálogo para que encontrem sua solução para a crise e se encerrem as manifestações violentas que acontecem no país desde a semana passada.

O pontífice comentou sobre a situação no Chile ao fim da audiência geral celebrada toda quarta-feira na Praça de São Pedro.

"Acompanho com preocupação o que está acontecendo no Chile. Desejo que, encerrando as violentas manifestações, através do diálogo trabalhem para encontrar uma solução para a crise e enfrentem as dificuldades que a geraram, pelo bem de toda a população", disse.

Ontem, presidente do Chile, Sebastián Piñera, reconheceu não ter sido capaz de entender a dimensão dos problemas, pediu perdão por ter demorado a agir para corrigir a situação e anunciou reformas sociais após o quinto dia de maciços protestos onde já morreram pelo menos 15 pessoas.

Piñera disse pretender acabar com os estados de emergência, toques de recolher e devolver os militares aos seus quartéis, mas não o fará até que "a ordem pública, segurança e bens, tantos públicos como privados, estejam devidamente resguardados".

A recepção da população às respostas do presidente será vista hoje, dia em que diferentes manifestações e concentrações populares serão realizadas em todo o país.

Internacional