PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Nicarágua proíbe grandes comícios eleitorais devido à pandemia

21/09/2021 02h45

Manágua, 20 set (EFE).- O Conselho Supremo Eleitoral da Nicarágua (CSE) anunciou nesta segunda-feira a proibição de grandes eventos presenciais de campanha para as eleições gerais de 7 de novembro devido à pandemia de covid-19.

O período oficial de campanha para o pleito no país centro-americano vai do próximo dia 25 a 3 de novembro.

O CSE ordenou aos sete partidos e alianças que estão na corrida eleitoral para que "evitem eventos presenciais massivos" na tentativa de conquistar votos. O órgão enfatizou que só dará permissão para "reuniões de não mais de 200 pessoas" por até uma hora e meia, desde que cumpram as medidas para evitar a propagação da covid-19.

A autoridade eleitoral recomendou que os partidos deem prioridade aos "mecanismos de divulgação virtual, para divulgar seu plano de governo de forma segura". Além disso, estão proibidas caravanas de "qualquer meio de transporte".

Segundo o Ministério da Saúde, a Nicarágua acumula 12.828 casos de covid-19 e 202 mortes pela doença desde março de 2020, mas 675 contágios foram confirmados nos últimos 14 dias.

Estes dados contrastam com os da rede de médicos Observatorio Ciudadano Covid-19, que relata 4.809 mortes por pneumonia e outros sintomas relacionados ao novo coronavírus, bem como 26.252 casos suspeitos de infecção, dados que não são reconhecidos pelas autoridades locais.