Ex-vice-presidente catalão preso aceita controle de Madri sobre região, diz advogado

MADRI (Reuters) - O ex-vice-presidente da Catalunha agora preso, Oriol Junqueras, e três outros membros do seu partido Esquerda Republicana da Catalunha (ERC), também detidos, irão obedecer a uma decisão que deu a Madri o controle da região, disse o advogado de defesa dos políticos nesta terça-feira.

Junqueras e sete outros ex-membros do gabinete regional da Catalunha foram presos no dia 2 de novembro enquanto aguardavam julgamento, após serem acusados de participar de uma declaração ilegal de independência da região do restante da Espanha.

Os réus esperam que a aceitação do controle de Madri sobre a região possa fazer com que a Suprema Corte rejeite sua detenção e os libere a tempo para concorrer na eleição regional catalã do dia 21 de dezembro.

Os esforços de separação da Catalunha arrastaram a Espanha para sua pior crise política desde a transição do país à democracia e fizeram com que Madri demitisse o governo local e convocasse uma nova eleição.

Em comunicado para a Suprema Corte, o advogado disse que os réus não concordaram com a aplicação do Artigo 155, que retirou o poder do governo regional após a decisão pela separação, mas a aceitaram.

O advogado acrescentou que o comunicado não quer dizer que os políticos renunciam a suas convicções políticas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos