PUBLICIDADE
Topo

Alemanha retira 3º diplomata da Coreia do Norte em protesto contra programa de mísseis

30/11/2017 17h07

WASHINGTON (Reuters) - A Alemanha está retirando um terceiro diplomata de sua embaixada na Coreia do Norte devido aos temores crescentes com o programa de mísseis de Pyongyang, disse o ministro das Relações Exteriores alemão, Sigmar Gabriel, nesta quinta-feira, um dia depois de o regime testar um novo míssil.

Na quarta-feira (horário local) a Coreia do Norte disse ter testado com sucesso um novo e poderoso míssil balístico intercontinental (ICBM, na sigla em inglês) que colocou todo o território continental dos Estados Unidos ao alcance de suas armas nucleares.

Berlim criticou duramente o lançamento, que viu como uma violação da lei internacional.

Falando em Washington depois de se reunir com o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, Gabriel disse ter oferecido apoio a uma abordagem severa para Pyongyang.

Washington não havia exigido que a Alemanha, um de sete países europeus com embaixadas em solo norte-coreano, encerrasse sua missão ou retirasse seu embaixador, disse.

"Ele quer nosso apoio aos esforços para adotar uma posição linha-dura com a Coreia do Norte, e o tem. Mas é nossa função decidir o que faremos nos canais diplomáticos".

(Por Andrea Shalal)