Maduro lança campanha eleitoral com mais reggaeton e menos Chávez

Por Corina Pons e Andreina Aponte

CARACAS (Reuters) - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que se apresentou como “filho” de Hugo Chávez para atrair eleitores antes de sua vitória presidencial em 2013, reduziu menções ao ex-líder socialista em sua campanha para reeleição neste ano.

Chávez quase não está presente no novo jingle ou no novo logo de campanha de Maduro, divulgados nos dias recentes para as eleições presidenciais, planejadas para o final de abril no país devastado por uma crise.

O logo da campanha de Maduro apresenta um grande “M” enaltecido com as cores amarela, azul e vermelha da bandeira venezuelana.

“Juntos nós podemos fazer mais. Nicolás Maduro, presidente”, diz o slogan promovendo o ex-motorista de ônibus e líder sindical.

Durante a corrida em 2013 para substituir Chávez, que morreu de câncer, cartazes do Partido Socialista frequentemente apresentavam o rosto do carismático ex-presidente e o slogan “Do meu coração, eu quero Maduro presidente”.

E embora o novo jingle da campanha, uma mistura “chiclete” de reggaeton, merengue e rap, faça uma pequena referência a Chávez ao mencionar seu apelido, “comandante”, a música é diretamente focada em Maduro.

“Nicolás Maduro, um motorista de vitórias, está guiando a Venezuela para paz e glória”, diz a canção, divulgada na conta de Maduro no Twitter, com o refrão dizendo “Todos com Maduro!”.

É uma grande diferença em relação à música da campanha de 2013, que começava com uma gravação de Chávez nomeando Maduro como seu herdeiro político e apresentava o refrão “Chávez, eu juro para você, irei votar em Maduro!”. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos