PUBLICIDADE
Topo

Política

Mourão espera que governador em exercício coloque a 'casa em ordem' no Rio

Hamilton Mourão quer que novo governador espante a corrupção do Rio -
Hamilton Mourão quer que novo governador espante a corrupção do Rio

Ricardo Brito

Em Brasília

03/09/2020 19h15

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) afirmou hoje esperar que o governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC), possa colocar a "casa em ordem" e "afastar a corrupção definitivamente", uma vez confirmado o impeachment do governador afastado do Estado, Wilson Witzel (PSC), em um sinal de que o governo do presidente Jair Bolsonaro tem buscado estreitar relações com o chefe estadual interino.

"Espero que, uma vez confirmado o impeachment aí do governador Witzel, que o Cláudio consiga nesses dois anos aí que ainda faltam, dois anos e algum tempo, colocar a casa em ordem, trazer moralidade e respeito pela coisa pública lá no governo do Estado do Rio de Janeiro, colocar uma gestão competente, afastar a corrupção definitivamente das secretarias de governo lá do Rio de Janeiro", disse.

A declaração de Mourão, em entrevista à Rádio Jornal, de Pernambuco, é a primeira de um integrante do alto escalão do Executivo Federal de aceno ao governador em exercício.

Eleito na onda bolsonarista, Witzel rompeu com o presidente posteriormente e, na semana passada, foi afastado do cargo e denunciado ao STJ (Superior Tribunal da Justiça) sob suspeita de liderar um esquema de corrupção que envolveria os três Poderes no Estado. Na quarta-feira, o STJ confirmou o afastamento dele do cargo por 180 dias.

Na entrevista, Mourão disse ter uma imagem boa de Cláudio Castro, com quem disse manter contato. Destacou que ele sempre procurou manter um "canal aberto" com o governo federal.

"O Rio precisa desse apoio do governo federal pela difícil situação fiscal que vive", disse ele.

No tabuleiro político, o Rio de Janeiro é importante para a família Bolsonaro por ser a base eleitoral da maior parte dos integrantes do clã.

Política