PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

G20 promete 'financiamento total' de esquema de compra de vacinas da OMS

Vacinação contra a covid no Rio de Janeiro - Ricardo Moraes/Reuters
Vacinação contra a covid no Rio de Janeiro Imagem: Ricardo Moraes/Reuters

Francesco Guarascio

06/05/2021 10h04Atualizada em 06/05/2021 13h18

Líderes de nações do G20 se comprometerão pela primeira vez a financiar totalmente um esquema da OMS (Organização Mundial da Saúde) para distribuir vacinas e remédios contra o novo coronavírus a nações mais pobres, mostra o esboço das conclusões de uma cúpula, uma medida que desbloquearia quase 20 bilhões de dólares.

O documento, sujeito a alterações antes de uma cúpula de saúde global a ser realizada em Roma no dia 21 de maio, ainda diz que os líderes das 20 maiores economias do mundo estão comprometidos com ações urgentes para aumentar a capacidade produtiva de tecnologias contra a covid-19 neste ano, mas omite uma menção a dispensas de patentes de vacinas.

De acordo com o esboço, pela primeira vez os líderes expressarão um compromisso explícito de "financiar justa e totalmente a estratégia de Acesso ao Acelerador de Ferramentas contra a Covid-19 (ACT-A)", que é o esquema da OMS para tornar vacinas e remédios contra a doença e exames disponíveis a todo o mundo.

O esquema foi lançado em abril de 2020 e ainda está profundamente subfinanciado - dos mais de 34 bilhões de dólares que busca para desenvolver, adquirir e distribuir vacinas e remédios contra o novo coronavírus em todo o mundo, ainda carece de 19 milhões.

Em comunicados anteriores, líderes do G20 disseram que tratarão das necessidades financeiras globais, mas sem assumir nenhum compromisso financeiro firme. Ontem, ministros das Relações Exteriores do G7, cujos países são todos membros do G20, reiteraram seu desejo de dar apoio financeiro ao esquema, mas não chegaram a dizer que atenderão todas suas necessidades financeiras.

Coronavírus