Conteúdo publicado há 21 dias

Mulher é atacada por lobos em zoológico na França

Uma mulher de 37 anos ficou gravemente ferida neste domingo (23) depois de ser mordida por lobos no zoológico de Thoiry, na região parisiense, em uma área proibida para pedestres, informou o Ministério Público de Versalhes. O ataque aconteceu por volta das 9h pelo horário local, quando a vítima praticava corrida no interior do parque.

Segundo informações preliminares, a mulher havia pernoitado com a família em um hotel do parque, e havia saído para fazer exercícios. "Provavelmente neste momento ela se encontrou na zona de safari, que em princípio é reservada apenas para circulação em automóveis. Foi onde ela foi atacada por três lobos", detalhou a procuradora de Versalhes, Maryvonne Caillibotte. A vítima ficou ferida "no pescoço, na panturrilha e nas costas, ela acrescentou.

A mulher foi internada em um hospital em estado crítico. "Não sei dizer se foi ela quem errou ou se a demarcação não estava bem feita", acrescentou a procuradora.

Os socorristas "intervieram muito rapidamente", disse Caillibotte. "Os animais foram postos de lado e depois reintegrados", completou.

Uma fonte próxima ao caso indicou inicialmente que a vítima tinha "entrado em um recinto", ao "atravessar dois sistemas de segurança, uma vala e um dispositivo elétrico, destinados a impedir a saída dos animais". Uma investigação foi aberta por lesão intencional.

O zoológico de Thoiry, situado ao lado do castelo de mesmo nome, foi aberto em 1968 pelo Conde de La Panouse, proprietário do castelo e criador do primeiro safari da França. A atividade zoológica era uma forma de a família arrecadar fundos para a manutenção da propriedade e foi vendida, posteriormente, a um grupo de investidores. Atualmente o local conta com mais de 1.600 animais e é um dos parques de fauna selvagem mais visitados do país.

Deixe seu comentário

Só para assinantes