Entenda como vai funcionar o Bilhete Único Mensal em São Paulo

Do UOL, em São Paulo

A Prefeitura de São Paulo anunciou nesta terça-feira (2) que o Bilhete Único Mensal entrará em vigor em novembro deste ano. O cadastramento dos interessados na nova modalidade começará no dia 15 de abril próximo. 

A administração municipal não fixou ainda um valor para o bilhete, mas deverá ser superior aos R$ 140 citados pelo prefeito Fernando Haddad durante a campanha eleitoral. Veja abaixo informações sobre a implantação e o funcionamento do Bilhete Único Mensal.

SAIBA TUDO SOBRE O BILHETE ÚNICO MENSAL

COMO ADQUIRIR?
Para obter o Bilhete Único Mensal será necessário fazer o cadastramento junto à SPTrans, que começa em 15 de abril próximo. Incialmente, o cadastro será feito apenas pela internet. Posteriormente, o cadastramento também será feito em postos autorizados. O cartão será enviado pelos Correios ou poderá ser retirado em postos da SPTrans.
COMO SE CADASTRAR?
O usuário terá que fornecer dados de identificação e o endereço. Também será necessário enviar uma foto. O cadastro terá perguntas opcionais sobre as linhas e horários em que o usuário utiliza o transporte público. As informações irão ajudar a definir estratégias para melhorar a eficiência do sistema.
QUANDO ENTRA EM VIGOR
Segundo a prefeitura, o Bilhete Único Mensal começará a funcionar em novembro, em dia ainda indefinido.
QUEM TEM DIREITO
O acesso é universal, inclusive para cidadãos de outras cidades. Idosos e deficientes têm direito à gratuidade no transporte, portanto não necessitam da modalidade.
COMO VAI FUNCIONAR?
A modalidade permite ao usuário fazer quantas viagens quiser ao longo de 30 dias corridos. O Bilhete Único Mensal é intransferível e, por esta razão, o cartão não poderá ser utilizado duas vezes seguidas no mesmo ônibus, em um curto intervalo de tempo.
O NOVO CARTÃO SERÁ COBRADO?
O primeiro cartão será gratuito para todos os usuários. No caso de perda, será cobrada uma taxa equivalente a sete tarifas unitárias para o envio do novo cartão. Caso o bilhete seja o de estudante, a taxa será de dez tarifas unitárias.
CARTÃO ATUAL
O cartão atual continuará funcionando mesmo após o Bilhete Único Mensal entrar em vigor, mas o usuário que desejar aderir à nova modalidade deverá adquirir um novo cartão.
COMO INSERIR CRÉDITOS?
Os créditos poderá ser inseridos pela internet, por cartão de crédito ou nos postos da SPTrans. A intenção da prefeitura é não utilizar mais dinheiro vivo nas catracas dos ônibus.
CUSTO MENSAL
Durante a campanha eleitoral, Haddad citou que o valor do Bilhete Único Mensal seria de R$ 140, baseado na tarifa unitária vigente (R$ 3). Caso haja reajuste da tarifa --o que deve ocorrer em junho --o valor deverá ser maior do que apresentado na campanha. Estudantes irão pagar a metade do preço integral do novo bilhete.
SEGURANÇA
De acordo com a prefeitura, o Bilhete Único Mensal será menos vulnerável a fraudes por ter foto do usuário e estar vinculado a um cadastro com informações passageiro. Além disso, o novo cartão terá um chip e um validador que possibilitará à prefeitura acompanhar online as movimentações do usuário. Futuramente, a prefeitura pretende usar o sistema biométrico.
INTEGRAÇÃO COM METRÔ E CPTM
A integração do Bilhete Único Mensal com o Metrô e a CPTM, que ocorre com o atual cartão, está em fase de estudos pela Prefeitura e governo do Estado.
VALE TRANSPORTE E ESTUDANTES
A empresa poderá usar o Bilhete Único Mensal como vale transporte desde que arque com os custos. O cartão para estudantes será emitido pela instituição de ensino, como ocorre atualmente.
ÔNIBUS LOTADOS?
Para o prefeito Fernando Haddad, o Bilhete Único Mensal não tornará os coletivos mais lotados porque o aumento no número de usuários deverá ocorrer nos horários ociosos e aos finais de semana.
BILHETE ÚNICO SEMANAL
A prefeitura pretende, futuramente, implantar o Bilhete Único Semanal, que funcionará da mesma maneira que a modalidade mensal.

 

Notícias relacionadas

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos