Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/2016/12/27/mortes-de-2016.htm
  • totalImagens: 130
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20161227183651
    • Notícias [35976];
Fotos

GILBERTO MENDES - Nascido em Santos (SP) em 13 de outubro de 1922, o compositor morreu aos 93 anos, na mesma cidade, em 1º de janeiro de 2016. Ele foi um dos maiores expoentes da música concreta e de vanguarda no Brasil. Em 1963, foi um dos signatários do Manifesto Música Nova e um dos idealizadores do Festival Música Nova. Luiza Sigulem - 30.nov.2011/Folhapress Mais

PAUL BLEY - O músico canadense foi uma das principais figuras do piano jazz moderno e um dos primeiros a explorar as possibilidades dos sintetizadores. Faleceu aos 83 anos, em 3 de janeiro de 2016, em sua casa na Flórida. Hans Kumpf/ECM Records via AP Mais

ANTÔNIO POMPÊO - Na foto, à esquerda, contracenando com Solange Couto na minissérie "Tenda dos Milagres" (1985), o ator paulista que participou dos filmes "Xica da Silva" (1976) e "O Xangô de Baker Street" (2001), entre outros. Ele morreu no dia 5 de janeiro, no Rio, aos 62 anos. Divulgação/TV Globo Mais

SILVANA PAMPANINI - A atriz italiana morreu aos 90 anos, no dia 6 de janeiro de 2016. Musa do cinema pós-guerra, ela ficou conhecida no concurso Miss Itália de 1946. Fez mais de 65 longas e centenas de participações em programas de televisão AFP Mais

PIERRE BOULEZ - O compositor e maestro francês morreu em 5 de janeiro de 2016, aos 90 anos, em Baden-Baden, na Alemanha. Entre as grandes orquestras que ele dirigiu estão as Filarmónicas de Nova Iorque, Chicago e Viena e a Sinfônica da BBC. Christophe Ena/AP Mais

DAVID BOWIE - Um dos grandes ícones da história do rock e do pop, David Bowie morreu no dia 10 de janeiro, aos 69 anos, após lutar contra um câncer, dois dias depois do lançamento de seu último trabalho, o disco "Blackstar", interpretado por críticos como uma forma de ele dizer adeus. Jimmy King/Divulgação Mais

ALAN RICKMAN - O veterano ator britânico Alan Rickman, que interpretou o professor Snape nos filmes da saga "Harry Potter", entre muitos outros personagens de destaque, morreu de câncer aos 69 anos, no dia 14 de janeiro de 2016. Ele era conhecido por suas atuações de vilões, como o xerife de Nottingham em "Robin Hood: O Príncipe dos Ladrões" e um dos vilões da saga "Duro de Matar". OLIVIA HARRIS Mais

SHAOLIN - O humorista paraibano Francisco Jozenilton Velozo, o "Shaolin", morreu aos 44 anos em Campina Grande (PB), com um quadro de infecção respiratória, no dia 14 de janeiro de 2016. Participou de programas de televisão como Domingão do Faustão, A Praça É Nossa, Show do Tom e Tudo é Possível. Divulgação/Record Mais

GLENN FREY - Guitarrista da banda Eagles, morreu no dia 18 de janeiro de 2016, em Nova York, após complicações intestinais. Foi coautor dos hits "Hotel California" e "Desperado", ao lado de Don Henley, nos Eagles. Ele também co-escreveu e cantou em grande parte dos sucessos da banda, incluindo "Take It Easy", "Tequila Sunrise", "Lyin' Eyes" e "Heartache Tonight". Getty Images Mais

ETTORE SCOLA - Um dos grandes mestres do cinema, o diretor italiano morreu no dia 19 de janeiro de 2016, em Roma, aos 84 anos. Entre os filmes que dirigiu, estão "O Baile", "Nós que nos amávamos tanto", "Um dia muito especial" e "Feios, sujos e malvados". Reprodução Mais

LUIZ FELIPE LAMPREIA - Sociólogo e diplomata, ex-ministro das Relações Exteriores de janeiro de 1995 a janeiro de 2001, Lampreia morreu em 2 de fevereiro de 2016, no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo (zona sul do Rio). Nelson Perez/Folhapress Mais

MAURICE WHITE - Cantor e compositor, fundador da banda Earth, Wind & Fire, Maurice White morreu no dia 4 de fevereiro de 2016, em Los Angeles, nos Estados Unidos, aos 74 anos, após uma longa batalha contra o mal de Parkinson. A banda ficou famosa na década de 1970 por sua mistura de funk, rock e música africana, responsável por enormes sucessos como as canções "September", "LeT's Groove" e "Boogie Wonderland". Jeff Christensen /REUTERS Mais

HARPER LEE - Ganhadora do Prêmio Pulitzer de ficção em 1961 pelo livro "O Sol É para Todos", a escritora norte-americana morreu no dia 19 de fevereiro de 2016, aos 89 anos. Ela vivia sob cuidados médicos em uma clínica para idosos. Sua obra-prima vendeu 30 milhões de cópias desde 1960, ano em que foi lançada. AP/Penny Weaver Mais

UMBERTO ECO - Pensador, filósofo, ensaísta, romancista e crítico literário, o escritor italiano Umberto Eco, morreu no dia 19 de fevereiro de 2016, aos 84 anos. Sempre foi figura de renome no meio acadêmico e referência em semiótica, mas ganhou sucesso internacional com o romance "O Nome da Rosa", obra adaptada para o cinema em 1986. Jordi Socías Mais

NANCY REAGAN - Atriz e ex-primeira-dama dos Estados Unidos, ela morreu no dia 6 de março de 2016, aos 94 anos por um problema no coração. Foi uma ativa defensora da pesquisa para a cura do Alzheimer. Reed Saxon/AP Mais

GEORGE MARTIN - O lendário produtor dos Beatles morreu no dia 8 de março de 2016, em Londres, aos 90 anos. Produtor, arranjador, compositor, engenheiro sonoro, músico e maestro, "o quinto Beatle". Ele ajudou os Beatles a alcançarem o estrelato, com cerca de trinta canções chegando ao primeiro lugar das paradas no Reino Unido. Produziu mais de 700 álbuns ao longo de sua carreira de cinco décadas. Niurka Barroso /AFP Mais

NANÁ VASCONCELOS - Um dos maiores percussionistas brasileiros, Juvenal "Naná" Vasconcelos morreu no dia 9 de março de 2016, no Recife, de complicações por causa de um câncer no pulmão. Tocou com grandes nomes da MPB, do jazz e do pop mundial. Naná venceu oito prêmios Grammy e também foi eleito oito vezes o melhor percussionista do mundo pela revista americana de jazz "Down Beat". Paulo Pinto/Estadão Conteúdo Mais

KEITH EMERSON - Fundador do lendário grupo inglês de rock progressivo Emerson, Lake & Palmer, o tecladista Keith Emerson morreu no dia 10 de março de 2016, aos 71 anos, em Los Angeles. Entre os grandes êxitos da banda estão as clássicas "Lucky Man", "Take a Pebble" e "From the Beginning", além de álbuns como "Tarkus", "Trilogy" e "Brain Salad Surgery". Reprodução de vídeo Mais

BERTO FILHO - o jornalista e ex-apresentador da Globo morreu no dia 12 de março, na véspera de completar 75 anos, vítima de um câncer na garganta que se espalhou pelo cérebro. Ele apresentou o "Jornal Nacional" e o "Hoje" e também foi locutor do "RJ TV" e do "Fantástico". Reprodução/Youtube Mais

SERENA ASSUMPÇÃO - A cantora paulistana Serena Assumpção, filha do cantor, compositor e músico Itamar Assumpção, morreu no dia 16 de março de 2016, em São Paulo. Assim como o pai, ela foi vítima de um câncer. Em paralelo com sua carreira musical, Serena atuou na preservação do legado de Itamar. Reprodução/Facebook Mais

GAÚCHO - Ídolo do Flamengo, o ex-centroavante Luiz Carlos Toffoli, o Gaúcho, morreu no dia 17 de março de 2016, vítima de câncer de próstata, aos 52 anos, em Brasília. Pelo Fla, foi campeão brasileiro de 1992, da Copa do Brasil em 1990 e do Campeonato Carioca em 1991. Ele também jogou no Palmeiras. Divulgação/Flamengo Mais

JOSÉ CARLOS AVELLAR - O jornalista e crítico de cinema morreu no dia 18 de março, aos 79 anos, no Rio de Janeiro, em decorrência de complicações de um linfoma. José Carlos Avellar trabalhou mais de 20 anos como crítico de cinema no "Jornal do Brasil" e atuou como diretor da Cinemateca do Museu de Arte Moderna (MAM), diretor cultural da extinta estatal Embrafilme e diretor-presidente da RioFilme (empresa de cinema da prefeitura do Rio). Nos anos 1960 e 1970, trabalhou também como cineasta, dirigindo curta-metragens. Divulgação Mais

ROGER AGNELLI - O ex-presidente da Vale, sua mulher Andrea e os filhos João e Anna Carolina morreram na queda de um avião no dia 19 de março na zona norte de São Paulo. Outras três pessoas também morreram. O avião, um monomotor, caiu sobre uma residência, pouco depois da decolagem, e iria para o Rio de Janeiro. Formado em economia, presidiu a Vale por dez anos. Rafael Andrade/Folhapress Mais

JOHANN CRUYFF - O jogador holandês foi considerado um dos maiores astros do futebol europeu. Comandou a seleção holandesa na Copa de 1974, sendo um dos protagonistas do time que ficou conhecido como "Carrossel Holandês". Jogou pelo Ajax e pelo Barcelona, entre outros clubes. Foi o primeiro a conquistar por três vezes o prêmio Bola de Ouro, em 1971, 73 e 74. Depois de se aposentar, Cruyff se tornou técnico e fez um trabalho de sucesso pelo Barcelona, com o tetracampeonato espanhol entre 1990 e 1994. Ele também levou o clube da Catalunha ao primeiro título da Liga dos Campeões, em 1992. Lutava contra um câncer no pulmão e morreu em 24 de março de 2016, aos 68 anos, em Barcelona. AFP PHOTO Mais

PETRUCIO MELO - Apresentador de TV e ex-jurado de programas de calouros, Petrucio Melo morreu em 31 de março de 2016, depois de sofrer uma parada cardiorrespiratória. Ele se tornou figura conhecida de programas de calouros de Flávio Cavalcanti, Chacrinha, Bolinha e Silvio Santos. Ficou conhecido por inventar palavras para os calouros e chegou a apelidar Silvio de "pescador de sucessos". Divulgação Mais

GATO BARBIERI - Considerado uma lenda do jazz, o saxofonista argentino Leandro "Gato" Barbieri morreu em 2 de abril de 2016, em Nova York, aos 83 anos. Ganhou um Grammy em 1972 pela trilha sonora do filme "O Último Tango em Paris". Exímio intérprete do sax tenor, gravou cerca de 50 álbuns e tocou ao lado de mestres como Don Cherry, Cecil Taylor, Charlie Haden, Pharoah Sanders, Roswell Rudd e Ron Carter. Reprodução de vídeo Mais

TEREZA RACHEL - A atriz é muito lembrada por papéis em novelas como "A Próxima Vítima" e "Que Rei Sou Eu?". Atuou em dezenas de outras novelas, peças de teatro e filmes. Morreu no dia 2 de abril de 2016, no Rio, em decorrência de um quadro agudo de obstrução intestinal. Divulgação/TV Globo Mais

MERLE HAGGARD - Lenda da música country americana, ele morreu em Palo Cedro, na California, no dia 6 de abril de 2016, aos 79 anos, após travar uma longa batalha contra a pneumonia. Conhecido por músicas como "Okie From Muskogee", "Mama Tried" e "Workin' Man Blues", o cantor foi um dos pioneiros do Bakersfield sound, estilo de country surgido na Califórnia nos anos 1950 que propunha um retorno às origens do gênero. Nos anos 1970, o cantor também se envolveu no movimento outlaw country (o chamado "country fora da lei"), de cantores como Waylon Jennings e Willie Nelson, que também teve Johnny Cash como representante. Getty Images Mais

FLÁVIO GUARNIERI - O ator Flávio Guarnieri morreu em 7 de abril de 2016, aos 56 anos, em São Paulo. Ele havia sido diagnosticado com leucemia 15 dias antes e morreu por conta de uma infecção generalizada que ocorreu após a primeira sessão de quimioterapia. Filho do grande dramaturgo Gianfracesco Guarnieri (morto em 2006), Flávio tinha dezenas de peças de teatro no currículo e ganhou o prêmio da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) de ator-revelação aos 18 anos por conta de seu papel na novela "Os Adolescentes", na pele de Caíto. Atuou no cinema em filmes como "Eles Não Usam Black-Tie" e "Janete". Reprodução/Globo Mais

NAUM ALVES DE SOUZA - O dramaturgo morreu no dia 9 de abril, em São Paulo, aos 73 anos. Escreveu peças e óperas, atuou como diretor, cenógrafo, figurinista e ator. Entre seus textos principais estão "No Natal a Gente Vem Te Buscar" (1979) e "Um Beijo, um Abraço, um Aperto de Mão" (1984). Naum Alves de Souza dirigiu grandes nomes do teatro, como Cleyde Yáconis e Marieta Severo. Também é lembrado pelos figurinos de Macunaíma (1978), dirigido por Antunes Filho. Greg Salibian/Folhapress Mais

ROGÉRIO DUARTE - Ícone das artes visuais e um dos mentores da Tropicália, o artista gráfico, músico e poeta baiano Rogério Duarte morreu em 13 de abril de 2016, aos 77 anos, no Hospital Santa Lúcia, em Brasília. Lutava contra um câncer ósseo e no fígado. Foi autor de vários cartazes para clássicos do cinema nacional, como o de "Deus e o Diabo na Terra do So", de Glauber Rocha. Produziu capas marcantes de discos da MPB nos anos 1960 e 1970. Fernando Vivas Mais

PRINCE - O cantor e multi-instrumentista tornou-se um fenômeno mundial nos anos 80, principalmente à época do lançamento de "Purple Rain", considerado um dos melhores álbuns de todos os tempos. O estilo híbrido entre R&B, jazz, rock, pop e funk fez com que o artista vendesse 100 milhões de álbuns e se tornasse um dos mais vendidos da história. Prince ganhou sete Grammy Awards, um Globo de Ouro, e um Oscar. Influente na música, no visual andrógino e nos videoclipes, orbitou no mesmo universo que ícones como Madonna e Michael Jackson. Morreu no dia 21 de abril de 2016, aos 57 anos, em Chanhassen, Minnesota, EUA. Reprodução/Instagram @prince Mais

PAPA WEMBA - Lenda da música africana, o cantor congolês morreu aos 66 anos, durante um show no Festival de Músicas Urbanas de Anoumabo (Femua), em Abidjan, na Costa do Marfim. Conhecido como o "rei da rumba congolesa", ele gravou mais de 30 álbuns. Pierre Verdy/AFP Photo Mais

FERNANDO FARO - Produtor musical, jornalista e dramaturgo, o sergipano sempre se dedicou à música e é considerado por muitos a pessoa que mais entendeu de MPB no Brasil. Comandou entrevistas intimistas que viraram registros históricos de vários músicos brasileiros nos programas televisivos "Ensaio" e "MPB Especial". Fernando Faro morreu de parada cardiorrespiratória, depois de uma internação por insuficiência renal, em São Paulo, em 25 de abril de 2016, aos 88 anos. Divulgação Mais

BILLY PAUL - O cantor americano de soul music, conhecido pela voz grave romântica e seus inúmeros sucessos nos anos 1970, morreu no dia 24 de abril de 2016, aos 81 anos, em Nova Jersey (EUA), diagnosticado com câncer. Seus grandes sucessos foram as faixas "Me and Mrs. Jones" ?vencedora do Grammy? e a cover de Elton John "Your Song", ambas lançadas em 1972 no álbum "360 Degrees of Billy Paul", seu disco mais vendido. Divulgação Mais

UMBERTO MAGNANI - O ator tinha mais de 30 anos de carreira na TV. Na Globo, atuou em "Velho Chico" (2016), "Laços de Família" (2000), "Mulheres Apaixonadas" (2003), "Cabocla" (2004), "Alma Gêmea" (2005), "Páginas da Vida" (2006), entre outros folhetins. Na Record, atuou em produções como ?Chamas da Vida? (2008), ?Balacobaco? (2012) e a minissérie bíblica ?Milagres de Jesus? (2014). Umberto Magnani sofreu um AVC hemorrágico e chegou a passar por uma cirurgia no cérebro. Morreu aos 75 anos, no Rio de Janeiro, em 27 de abril de 2016. Márcio de Souza/Globo Mais

CÉSAR MACEDO - Conhecido por interpretar o personagem "Seu Eugênio" na versão original do programa humorístico "Escolinha do Professor Raimundo", com Chico Anysio, o ator também chegou a participar da "Escolinha do Gugu", em 2011. César Macedo não resistiu a uma infecção hospitalar. Ele tinha 81 anos e morreu em 30 de abril de 2016. Divulgação Mais

TEIXEIRA HEIZER - Morreu em 3 de maio de 2016 o jornalista Teixeira Heizer, aos 83 anos, após sofrer uma parada cardíaca, um dia após o lançamento do seu último livro, "A outra história de cada um". Jornalista esportivo, começou no rádio, na década de 1950, e trabalhou nos últimos anos como comentarista nas transmissões de futebol e nos debates do canal SporTV. Foi da equipe fundadora da Rede Globo e se orgulhava de ter o crachá funcional número 01, como primeiro contratado da emissora. Reprodução/SporTV Mais

MIGUEL ROSENBERG - Conhecido por dar voz a personagens de desenho animado como Zé Colmeia e Sr. Burns (de "Os Simpsons"), o ator e dublador Miguel Rosenberg morreu em 6 de maio de 2016, no Rio de Janeiro, duas semanas depois de sofrer um derrame cerebral. Ele tinha 90 anos. Na TV, atuou em novelas como "Redenção", "Selva de Pedra" e "A Gata Comeu". No cinema, paricipou de filmes como "Rio, 40 Graus" (1954), "Assalto ao Trem Pagador" (1960) e o curta-metragem "A Espera" (2007), selecionado para o Festival de Cannes. Montagem/UOL Mais

CAUBY PEIXOTO - Uma das maiores vozes da música brasileira, Cauby ficou conhecido por emprestar sua voz aveludada a sucessos como "Conceição", de Jair Amorim e Dunga, e "Blue Gardenia", de B. Russel e L. Lee. Em seu currículo constam a gravação de mais de uma centena de registros, entre CDs, LPs e compactos, desde o primeiro "Saia branca/Ai que Carestia", lançado em 1951, até o mais recente "Minha Serenata", de 2013. Morreu em 15 de maio de 2016, em São Paulo, aos 85 anos, vítima de pneumonia. João Caldas/Folhapress Mais

BORIS SCHNAIDERMAN - O escritor e tradutor é considerado por seus pares e por estudiosos o pai fundador da tradução de ficção russa no Brasil, responsável pela edição pioneira de autores clássicos e de vanguarda, de Dostoievski e Tolstói a Maiakóvski e Guenádi Aigui. Morreu na noite de 18 de maio de 2016, aos 99 anos, em São Paulo. Ele estava internado depois de uma operação no fêmur, acabou desenvolvendo uma pneumonia e não resistiu. Eduardo Anizelli/Folhapress Mais

NICK MENZA - Baterista e ex-integrande da banda Megadeth, Menza morreu em 21 de maio de 2016, aos 51 anos, durante um show de sua banda, a OHM, em uma casa de shows na Califórnia. Ele entrou para o Megadeth em 1989 para gravar o álbum "Rust in Peace" e permaneceu na banda por nove anos. Reprodução/Facebook/NickMenza Mais

ARNALDO MALHEIROS FILHO - Advogado criminalista experiente, defendeu banqueiros, empresários e políticos levados ao banco dos réus. Morreu em 24 de maio de 2016, por complicações de um transplante de fígado, aos 65 anos, em São Paulo. Lula Marques/Folhapress Mais

PAPETE - O cantor e compositor José de Ribamar Viana, conhecido como Papete, morreu em 26 de maio de 2016, aos 68 anos, em São Paulo. Ele lutava contra um câncer de próstata. Foi reconhecido como um dos melhores percussionistas do mundo ao participar do Festival de Jazz de Montreux, na Suíça, nos anos de 1982, 1984 e 1987. Reprodução Mais

MARIO AMATO - Empresário de vários setores, como papelaria, máquinas, móveis e eletroeletrônica, Mario Amato foi presidente da Fiesp logo no início da redemocratização do país, de 1986 a 1992. Morreu em 26 de maio de 2016, em São Paulo, aos 97 anos. Ormuzd Alves/FolhaPress Mais

MÁRIO SÉRGIO FERREIRA - Morreu em 29 de maio de 2016, aos 58 anos, em Nilópolis (RJ). Vocalista do grupo de samba Fundo de Quintal, foi um dos autores de "Menina da Colina", "Brasil Nagô" e "Além dos Sonhos da Ilusão". O músico participou de 11 álbuns e de 23 composições do grupo. Reprodução Mais

IVAN CÂNDIDO - O ator teve grande importância no cinema brasileiro. Participou de filmes como "Boca de Ouro" (1963), de Nelson Pereira dos Santos, "Os Fuzis" (1964), de Ruy Guerra, "A Falecida" (1965), de Leon Hirszman, "Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia" (1977), de Hector Babenco, "Pra Frente, Brasil" (1982), de Roberto Farias, e "Zuzu Angel" (2006), de Sérgio Rezende. Teve papéis em diversos espetáculos teatras, novelas e séries de TV. Ivan Cândido morreu no Rio de Janeiro em 31 de maio de 2016, aos 87 anos, vítimas de pneumonia. Reprodução Mais

MUHAMMAD ALI - O tricampeão mundial e campeão olímpico de boxe Muhammad Ali foi uma lenda do boxe. Medalhista de ouro nos Jogos de Roma-1960, em sua única participação olímpica, Ali logo tornou-se pugilista profissional. O primeiro de seus três títulos internacionais foi conquistado em 1964. Ele terminou a carreira com 56 vitórias, 37 delas por nocaute, após 61 lutas. Morreu em 3 de junho de 2016, em Phoenix, nos Estados Unidos, aos 74 anos, com problemas respiratórios. AP Photo/Mitsunori Chigita Mais

JARBAS PASSARINHO - Foi governador do Pará, senador por três mandatos e, nos governos militares, ministro do Trabalho, da Educação e da Previdência Social. No governo de Fernando Collor, comandou o Ministério da Justiça. Morreu em 5 de junho de 2016, em Brasília, aos 96 anos, em decorrência de problemas de saúde. Roberto Barroso/EBC Mais

HÉLIO GARCIA - Sucessor de Tancredo Neves no governo de Minas Gerais (1984-1987), foi governador também entre 1991 e 1995. Hélio Garcia foi um dos principais articuladores de um acordo político em Minas Gerais que garantiu a repetição no Estado das negociações que viabilizaram a formação da Aliança Democrática, coligação do PMDB com a Frente Liberal para o lançamento da candidatura indireta de Tancredo Neves à Presidência em 1984. Morreu em 6 de junho de 2016, em Belo Horizonte, de insuficiência respiratória. Folha de S.Paulo Mais

TUNGA - O escultor, desenhista e artista performático Tunga morreu em 6 de junho de 2016, aos 64 anos, no Rio de Janeiro. O artista plástico foi um dos maiores nomes da arte contemporânea brasileira, com obras expostas no museu do Louvre, em Paris, no Guggenheim, em Veneza, e em Inhotim, Minas Gerais. A obra do artista misturava elementos como ossos, crânios, tranças, agulhas, redes, líquidos viscosos, entre outros. Uma de suas obras mais importantes, "True Rouge", de 1997, está exposta em Inhotim em uma galeria inteiramente dedicada a ela. Folhapress Mais

THOMAS SKIDMORE - Um dos mais proeminentes historiadores estrangeiros a tratar do Brasil, Thomas Skidmore morreu em 11 de junho de 2016, nos Estados Unidos, aos 83 anos. O brasilianista foi professor emérito da Universidade Browne sofria do mal de Alzheimer. Ele estava afastado da vida pública desde 2009, quando começou a ter dificuldades para se locomover e passou a viver num asilo perto da casa de praia da família na cidade de Westerley, na costa leste dos EUA. Skidmore doou sua coleção de 6.000 livros sobre o Brasil à biblioteca universitária. Lucas Ferraz/Folhapress Mais

JO COX - A parlamentar britânica Jo Cox morreu aos 41 anos depois de ser baleada e esfaqueada por um agressor em Birstall, no norte da Inglaterra, em 16 de junho de 2016. Jo Cox fazia campanha pela permanência do Reino Unido na União Europeia (UE) e estava em Birstall para encontros com a comunidade sobre o tema. Ela já tinha atuado com temas como imigração e conflito na Síria. Deixou dois filhos. Yui Mok/PA/AP Mais

RUBÉN AGUIRRE - Conhecido por ter interpretado o Professor Girafales no seriado "Chaves", Ruben Aguirre morreu aos 82 anos, em Puerto Vallarta, México. Ele sofria com problemas renais e tinha diabetes. Reprodução Mais

RODOLFO ZALLA - Um dos mestres dos quadrinhos no Brasil, o argentino radicado no Brasil Rodolfo Zalla foi considerado um dos ícones do quadrinho de terror. No gênero, criou personagens como Nádia, a filha de Drácula. Foi também responsável pela introdução dos quadrinhos nos livros didáticos, junto com o professor Julierme de Castro Abreu. Morreu em São Paulo, aos 84 anos, em 19 de junho de 2016. Divulgação Mais

IVENS DIAS BRANCO - Um dos empresários mais bem-sucedidos do Nordeste, o cearense Ivens Dias Branco morreu 81 anos, em São Paulo, após complicações em uma cirurgia cardíaca. O empresário era presidente do Conselho de Administração da M. Dias Branco, grupo cearense do setor alimentício que tem 14 fábricas e 16 mil funcionários. Com uma fortuna estimada em US$ 2,1 bilhões, Ivens Dias Branco ocupava a 17º posição entre os empresários mais ricos do país, segundo a revista Forbes. Reprodução Mais

CAÇAPAVA - Um dos ídolos do Internacional de Porto Alegre, o ex-jogador Caçapava (Luís Carlos Melo Lopes) morreu aos 61 anos, em 27 de junho de 2016. Caçapava marcou época em sua passagem pelo clube entre 1973 e 1979, conquistando quatro Campeonatos Gaúchos (74, 75, 76 e 78) e dois títulos brasileiros (75 e 76). Ele ainda jogou por Corinthians, Palmeiras, Vila Nova, Ceará, Novo Hamburgo e Fortaleza antes de encerrar a carreira em 1987. Divulgação/Internacional Mais

BUD SPENCER - o ator, produtor e diretor italiano Carlo Pedersoli, conhecido mundialmente como Bud Spencer, morreu em 27 de junho de 2016, aos 86 anos, em Roma, Itália. Bud Spencer ganhou fama mundial nos anos 1970, quando passou a trabalhar em dupla com Terence Hill em vários filmes do gênero western spaghetti, o western italiano, atuando, produzindo e dirigindo mais de 20 filmes. Getty Images Mais

ALVIN TOFFLER - Autor e visionário americano conhecido por seus inúmeros best-sellers, incluindo "Choque do Futuro" e "A Terceira Onda", Alvin Toffler morreu em sua casa em Los Angeles, aos 87 anos, em 27 de junho de 2016. Toffler previu com exatidão o desenvolvimento econômico e tecnológico - incluindo clonagem, notebooks e Internet - assim como os efeitos sociais decorrentes disso. Paul Sakuma /AP Mais

SCOTTY MOORE - Guitarrista de Elvis Presley e integrante do Hall da Fama do Rock and Roll, Scotty Moore morreu em 28 de junho de 2016 em Nashville, Estados Unidos. Participou da gravação do primeiro single de Elvis, "That's All Right (Mama)". Integrou o Blue Moon Boys, grupo que iria acompanhar Elvis em dezenas de músicas lendárias no rock and roll pela década seguinte, incluindo "Heartbreak Hotel", "Mystery Train", "Blue Suede Shoes", "Hound Dog" e "Jailhouse Rock". Fred Prouser /Reuters Mais

FABIANE NICLOTTI - A modelo foi a vencedora do concurso Miss Brasil 2004. Fabiane Niclotti foi encontrada morta, aos 31 anos, na casa onde morava, em Gramado (RS), em 28 de junho de 2016. Martin Bernetti/AFP Mais

CONSUELO DE CASTRO - Uma das profissionais mais premiadas do país, a dramaturga foi vítima de um câncer. Em 1975 ela ganhou o prêmio Molière, um dos principais do teatro, com a peça "Caminho de Volta", montada por Fernando Peixoto. Morreu aos 70 anos, em 30 de junho de 2016. Danilo Verpa - 13.jan.2014/Folhapress Mais

ELIE WIESEL - Sobrevivente do campo de concentração de Auschwitz, Elie Wiesel foi uma testemunha eloquente para os 6 milhões de judeus massacrados na Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Autor de 29 livros, palestrante e professor, o jornalista nascido na Romênia recebeu em 1986 o Nobel da Paz por sua contribuição à memória do Holocausto. Morreu em 2 de julho, em Nova York, aos 87 anos. Sven Nackstrand - 18.dez.1986/AFP Mais

IVALD GRANATO - Um dos pioneiros da performance no país e reconhecido por uma obra plástica que atravessou disciplinas entre música, teatro e artes visuais, Ivald Granato morreu em 3 de julho de 2016, aos 66 anos, em São Paulo. Ele sofreu uma parada cardíaca enquanto dormia. Ele despontou no cenário artístico nacional nos anos 1960, com pinturas e desenhos calcados em elementos autobiográficos e na força dos gestos usados nas composições. Folhapress Mais

GUILHERME KARAM - Morreu em 7 de julho de 2016, no Rio de Janeiro, o ator Guilherme Karam, conhecido principalmente por papéis cômicos na TV e no cinema. Ele tinha 58 anos e sofria da doença de Machado-Joseph, uma síndrome neurológica rara e degenerativa que compromete a coordenação motora. Atuou em mais de 10 novelas e minisséries. Seus personagens mais conhecidos, porém, surgiram na "TV Pirata" (Globo), um dos mais importantes capítulos do humor brasileiro na TV. Divulgação Mais

GORAN HADZIC - O líder rebelde servo-croata acusado de crimes de guerra na antiga Iugoslávia (1991-1995) morreu em 12 de julho de 2016, aos 57 anos, na Sérvia. Goran Hadzic era acusado de 14 crimes de guerra e contra a humanidade, ligado principalmente ao massacre do hospital de Vukovar, um dos episódios mais sangrentos da guerra da independência da Croácia. Christian Maréchal/Divulgação Mais

BERNARDO PROVENZANO - Conhecido como "o Trator", o ex-chefe supremo da Cosa Nostra, a máfia siciliana, morreu aos 83 anos. Ele estava internado em Milão (Itália), onde passava por um tratamento de câncer. Condenado à prisão perpétua, Bernardo Provenzano foi preso em 2006, depois de passar 30 anos na clandestinidade. Questura di Palermo/ AFP Mais

HECTOR BABENCO - Argentino naturalizado brasileiro, foi considerado um dos diretores de cinema mais importantes do Brasil. Hector Babenco dirigiu dez longa-metragens e foi indicado ao Oscar de direção em 1986, pelo filme "O Beijo da Mulher-Aranha". Morreu em 13 de julho de 2016, aos 70 anos, em São Paulo. Teve uma parada cardiorrespiratória quando se recuperava de uma sinusite. AP Photo/David Oziel Mais

ELIAKIM ARAÚJO - Com 55 anos de carreira, o jornalista Eliakim Araújo morreu aos 75 anos, nos Estados Unidos, onde fazia um tratamento de um câncer no pâncreas. Eliakim e Leila Cordeiro formaram o primeiro casal de apresentadores na TV brasileira, comandando o "Jornal da Globo", em 1983. Também na Globo, Eliakim apresentou o programa "Globo Repórter", entre outros jornalísticos. Reprodução/Facebook Mais

SERGIO HENRIQUE FERREIRA - Conhecido como um dos principais cientistas do Brasil, um dos primeiros a transformar um produto descoberto na natureza em medicamento vendido em larga escala, o médico e cientista Sergio Henrique Ferreira morreu em 17 de julho de 2016, aos 81 anos, em Ribeirão Preto (SP). Ferreira descobriu, na década de 1960, o chamado fator de potencialização da braticinina (BPF, na sigla em inglês), que se transformaria no medicamento mundialmente mais utilizado até hoje contra a hipertensão, o captopril. Arquivo/FolhaPress Mais

SERGIO MACHADO - Presidente do grupo Editorial Record, Sergio Machado morreu em 19 de julho de 2016, em razão de complicações de uma cirurgia a que se submeteu em novembro de 2015, para retirar um tumor da meninge. Economista, o editor deixou o emprego na Vale do Rio Doce aos 24 anos para trabalhar na empresa fundada pelo pai, Alfredo, e pelo tio, Décio. Assumiu a presidência do grupo em 1991, promoveu a compra de editoras e criou novos selos para diversificar o catálogo da casa. Marcos Michael - 29.nov.2011/Ilustrada Mais

MESTRE ANANIAS - Um dos mais antigos capoeiristas até então em atividade no país, o baiano de São Félix Mestre Ananias Ferreira morreu em 21 de julho de 2016 em São Paulo. Conviveu com grandes mestres de capoeira em Salvador e foi descoberto por produtores da cena teatral paulistana nos anos 1950. Em São Paulo, fundou o Centro Paulistano de Capoeira e Tradições Baianas, também conhecido como Casa Mestre Ananias, onde conduzia rodas de capoeira e de samba. Karime Xavier/Folhapress Mais

LIDOKA - A cantora Lidoka Matuscelli, ex-integrante das Frenéticas, morreu em 22 de julho de 2016, aos 66 anos, no Rio de Janeiro. Ela lutava contra um melanoma, tipo mais grave de câncer de pele. O grupo As Frenéticas, formado por Leiloca Neves, Lidoka Martuscelli, Regina Chaves, Edyr Duque, Dhu Moraes e Sandra Pêra, surgiu em 1976 no Rio de Janeiro, no auge das discotecas. Entre os sucessos cantados por elas estão "Perigosa", "Dancin' Days" e "Feijão maravilha". Reprodução/Facebook Mais

SILVIO NAVAS - O dublador fez as vozes no Brasil de personagens como Darth Vader em "Star Wars" e "Mumm-Ra", vilão do desenho "Thundercats". Em mais de 50 anos de carreira na dublagem, Silvio Navas trabalhou em centenas de filmes, séries e desenhos. Morreu em 29 de julho de 2016, em Santos (SP), aos 74 anos. Montagem/UOL Mais

VACARIA - O ex-lateral esquerdo Vacaria, bicampeão brasileiro pelo Internacional em 1975 e 1976, morreu em 30 de julho de 2016, em Canoas (RS). Ele tinha 67 anos. Olavo Odorico Vieira, o Vacaria, também foi hexacampeão gaúcho com a camisa do Inter (1970, 1971, 1973, 1974, 1975 e 1976), clube que defendeu entre 1970 e 1977. Internacional/Divulgação Mais

VANDER LEE - O cantor mineiro Vander Lee, autor de sucessos como "Esperando Aviões", "Românticos" e "Galo e Cruzeiro", sofreu um infarto e morreu em 5 de agosto de 2016, aos 50 anos, em Belo Horizonte. Canções suas foram gravadas por Gal Costa, Alcione, Maria Bethânia, Fábio Jr., Fagner, Elza Soares, Margareth Menezes, César Menotti & Fabiano, Daniela Mercury, Elba Ramalho, entre outros. Divulgação Mais

IVO PITANGUY - Era considerado o maior cirurgião plástico do país e um dos maiores do mundo. Ivo Pitanguy morreu em 6 de agosto de 2016, no Rio de Janeiro, aos 93 anos. Ele teve uma parada cardíaca. Cícero P. R./Folhapress Mais

KENNY BAKER - O ator britânico ficou conhecido por interpretar o robô R2-D2 nos filmes da franquia "Star Wars". Portador de nanismo, ele sofria de diversas doenças por causa de sua condição e pela idade avançada, e estava tratando de um problema pulmonar. Morreu em 13 de agosto de 2016, aos 81 anos, em Preston, na Inglaterra. Montagem/Reprodução Mais

ELKE MARAVILHA - A atriz Elke Maravilha morreu no Rio de Janeiro em 16 de agosto de 2016, aos 71 anos, vítima de complicações depois de uma cirurgia para tratar uma úlcera. Nascida em São Petesburgo (então Leningrado), na Rússia, com o nome de Elke Georgievna Grunnupp, a artista veio para o Brasil aos 6 anos, com seus pais, na década de 1940. Ficou famosa como jurada no programa do Chacrinha, onde fazia sucesso pelo jeito espontâneo e divertido. Divulgação Mais

LUIS ALVARO DE OLIVEIRA RIBEIRO - "Laor", como ficou conhecido, foi presidente do Santos Futebol Clube entre dezembro de 2009 a maio de 2014. Durante este período, o clube conquistou os títulos da Libertadores, Recopa Sul-Americana, Copa do Brasil e três Campeonatos Paulistas. Sua passagem pela presidência do Santos também foi marcada pela polêmica transferência de Neymar ao Barcelona. Ele morreu em São Paulo em 16 de agosto de 2016, vítima de um tumor maligno no reto, aos 73 anos. REUTERS/Jorge Adorno Mais

JOÃO HAVELANGE - Ex-presidente da Fifa, João Havelange morreu em 16 de agosto de 2016, no Rio de Janeiro, aos 100 anos, vítima de uma infecção pulmonar que se agravou e caminhou para uma infecção generalizada. Presidente da Fifa durante 24 anos (1974 a 1998), ele conviveu com diversas denúncias de corrupção em sua gestão e é apontado como um dos responsáveis pela popularização do futebol em lugares como a África e a Ásia. AFP PHOTO / OLIVIER MORIN Mais

TOOTS THIELEMANS - O músico belga era considerado uma lenda da gaita no jazz. Morreu em 22 de agosto de 2016, aos 94 anos, em Bruxelas. Toots Thielemans foi uma lenda com brilho próprio, mas construiu sua carreira com grandes parcerias do jazz, como Charlie Parker, Ella Fitzgerald e Miles Davis. A música brasileira teve papel importante na sua vida. Ele gravou com Astrud Gilberto, Sivuca e Elis Regina, com quem fez o importante disco "Elis & Toots", em 1969. Getty Images Mais

GENETON MORAES NETO - O jornalista Geneton Moraes Neto morreu no Rio de Janeiro em 22 de agosto de 2016, aos 60 anos, em decorrência de complicações após sofrer um aneurisma da aorta. Com mais de 40 anos de carreira no jornalismo, Geneton escreveu o livro "Dossiê Brasília: os Segredos dos Presidentes". Em seu último trabalho, ele foi o apresentador do programa "Dossiê Globonews", no canal de TV a cabo. Divulgação Mais

GOULART DE ANDRADE - O apresentador e jornalista morreu aos 83 anos, em 23 de agosto de 2016, em São Paulo, com problemas cardiorrespiratórios. Goulart de Andrade passou pelas principais emissoras do país, como TV Tupi, TV Excelsior, TV Globo, TV Gazeta, TV Record, TV Bandeirantes e SBT. Criou por acaso o bordão "vem comigo", que virou sua marca registrada. Divulgação Mais

GENE WILDER - Ator que interpretou Willy Wonka no clássico "A Fantástica Fábrica de Chocolate" (1971), Gene Wilder morreu aos 83 anos, em Stamford, no Estado de Connecticut, Estados Unidos, por complicações decorrentes do Alzheimer. Ficou conhecido mundialmente por atuar em diversos filmes do diretor Mel Brooks e em comédias ao lado do humorista Richard Pryor. Brainpix Mais

CHICA LOPES - Conhecida por seus trabalhos em novelas como "Éramos Seis" e "A Escrava Isaura", entre tantas outras, a atriz Chica Lopes, faleceu em 10 de setembro de 2016, aos 90 anos, em São Carlos (SP). Chica Lopes começou a carreira no teatro em 1950 e estreou na televisão em 1975. Divulgação Mais

DUDA RIBEIRO - O ator Duda Ribeiro morreu no Rio de Janeiro, aos 54 anos, durante tratamento para combater um câncer no fígado. Duda interpretou o personagem Adam na novela "Salve Jorge" (2012) e participou do "Vai que Cola" em 2013. Atuou em várias peças e construiu também uma carreira como dramaturgo. Reprodução/Salve Jorge/Globo Mais

DOMINGOS MONTAGNER - O ator Domingos Montagner, que interpretava o personagem Santo na novela "Velho Chico", morreu afogado em 15 de setembro de 2016, após um mergulho no rio São Francisco. Ele tinha 54 anos. Domingos Montagner começou a carreira artística em 1980, no circo, na companhia de teatro La Mínima. Foi para a TV em 2008, e trabalhou em várias novelas da Globo, como "Salve Jorge", "Joia Rara" e "Sete Vidas". Reprodução/TV Globo Mais

CARLO AZEGLIO CIAMPI - O ex-presidente da República da Itália Carlo Azeglio Ciampi, uma das figuras mais relevantes da economia e da política no país, foi também presidente do Banco da Itália. O ápice de sua carreira política foi 1999, quando foi eleito por uma grande maioria no parlamento como o 10° presidente da República italiana, em substituição a Oscar Luigi Scalfaro. Morreu em 16 de setembro de 2016, aos 95 anos. Luca Bruno/AP Mais

PENINHA - Percussionista conhecido pelo trabalho com o grupo Barão Vermelho, Peninha morreu no Rio de Janeiro aos 66 anos, em 19 de setembro de 2016. Ele enfrentava problemas digestivos graves e teve uma hemorragia no estômago. Teve 50 anos de carreira. Entrou oficialmente no Barão Vermelho em 1986, após o lançamento do álbum "Declare Guerra", quando a banda já não contava mais com Cazuza nos vocais. Marcelo Stammer/Reprodução Mais

CARMEN SILVA - Conhecida como "A Pérola Negra", a cantora mineira começou a se destacar em programas de calouros na década de 1960. Após vencer um concurso na TV Record, recebeu o convite para gravar o primeiro compacto, "Adeus, Solidão" (1969). Ao longo da carreira, ganhou vários prêmios, como o Roquete Pinto e o Chico Viola. Carmen Silva lançou mais 20 discos e participou de mais de 25 coletâneas. Divulgação Mais

SHIMON PERES - Ex-primeiro-ministro de Israel e vencedor do Prêmio Nobel da Paz em 1994, Shimon Peres era o último sobrevivente da geração dos fundadores do Estado de Israel e foi um dos participantes nos Acordos de Oslo nos anos 1990. Morreu em Israel aos 93 anos, em 28 de setembro de 2016, depois de sofrer um AVC 15 dias antes. impressão de que os Acordos de Oslo estão sepultados ganha força. Oded Balilty/AP Mais

ANDRZEJ WAJDA - Maior cineasta polonês, Andrzej Wajda morreu em 9 de outubro de 2016, aos 90 anos, em Varsóvia (Polônia). Era reconhecido no mundo todo e venceu um Oscar pelo conjunto de sua obra em 2000. Dirigiu "O Homem de Mármore" (1977), "O Homem de Ferro" (1981), "Terra Prometida" (1975) e "As Senhoritas de Wilko" (1979), entre muitos outros. Getty Images Mais

DARIO FO - O escritor e dramaturgo italiano Dario Fo, vencedor do prémio Nobel da Literatura em 1997, morreu em 12 de outubro de 2016, aos 90 anos, em Milão (Itália), por conta de problemas respiratórios. Dario Fo publicou mais de 100 textos para o teatro e inúmeros livros ao longo de sua carreira, alcançando a fama em 1969 com seu livro "Misterio Buffo", um épico sobre os oprimidos inspirada na cultura medieval. Uma de suas obras mais conhecidas é "Morte Acidental de um Anarquista". Filippo Monteforte/AFP Mais

FLÁVIO GIKOVATE - O psiquiatra, psicoterapeuta e escritor Flávio Gikovate morreu em 13 de outubro de 2016, em São Paulo, aos 73 anos. Ele estava em tratamento contra um um câncer. Gikovate ficou conhecido por abordar questões e problemas ligados a relacionamentos pessoais, tratando de sexo, amor, vida conjugal e vícios. Publicou 34 livros, que venderam mais de um milhão de exemplares. Entre as obras estão "Ensaios Sobre o Amor e a Solidão", "Sexualidade sem Fronteiras", "Uma Nova Visão do Amor", "Mudar - Caminhos para a Transformação Verdadeira", "A Arte de Educar" e "A Liberdade Possível". Eduardo Knapp/Divulgação Mais

ORIVAL PESSINI - Morreu em São Paulo no dia 14 de outubro de 2016 Orival Pessini, criador de personagens como Fofão, Patropi e Sócrates. O ator e humorista de 72 anos lutava contra um câncer no baço. Iniciou a carreira no teatro e estreou na TV em 1963. Entre tantos programas que participou, estão "Planeta dos Homens", "Praça Brasil", "Escolinha do Professor Raimundo", "A Praça é Nossa" e "Escolinha do Barulho". Montagem BOL/Divulgação Mais

ANTONIO CARLOS VIANA - O escritor, tradutor e acadêmico sergipano foi premiado duas vezes pela APCA (Academia Brasileira de Críticos de Arte). Era considerado um dos grandes escritores da atualidade. Escreveu "Jeito de Matar Lagartas" e "Cine Privê", ambas as obras premiadas. Enfrentava um câncer e morreu em 14 de outubro de 2016, em Aracaju, aos 72 anos. Divulgação Mais

WALESKA - Conhecida como a "Rainha da Fossa", a cantora sergipana morreu em 14 de outubro de 2016, no Rio de Janeiro, em consequência de um câncer no pâncreas. Contemporânea da bossa nova, foi amiga de nomes como Tom Jobim, Vinicius de Moraes e Maysa e presença constante em programas de TV nos anos 1970. Divulgação Mais

CLÁUDIO PASTRO - O artista sacro Cláudio Pastro morreu em 19 de outubro de 2016, aos 68 anos, em São Paulo, vítima de um derrame cerebral. Considerado um dos mais importantes artistas sacros do mundo, ele foi o responsável pela revitalização da Basílica de Nossa Senhora Aparecida. No final da década de 1990, Pastro foi o responsável pela criação da imagem do Cristo usada pelo Vaticano nas publicações e comemorações da chegada do terceiro milênio. Moacyr Lopes Junior/Folhapress Mais

PETE BURNS - O cantor era o líder e vocalista da banda inglesa Dead or Alive, nos anos 1980, conhecida por músicas como "You Spin Me Round (Like a Record)" e "Brand New Lover". Bissexual assumido, Pete era conhecido por vestir roupas de mulher e usar maquiagem. Ian West /AP Mais

STEVE DILLON - O quadrinista inglês, cocriador de "Preacher", começou a carreira aos 16 anos, na revista semanal do Hulk publicada no Reino Unido. Com Garth Ennis, Dillon trabalhou nas histórias do personagem John Constantine, em "Hellblazer", antes de ambos criarem "Preacher", em 1995. Ele morreu aos 54 anos, em Nova York. Albert L. Ortega/Getty Images Mais

CARL SCHUMACHER - O ator, diretor e dramaturgo morreu em 23 de outubro de 2016, em Contagem (MG), aos 53 anos. Schumacher fez vários papéis no programa humorístico "A Turma do Didi", da Globo, e participou de várias novelas, peças de teatro, óperas, operetas, musicais, séries para TV e filmes em 30 anos de carreira. Reprodução/Facebook/Carl Schumacher Mais

BOBBY VEE - Um dos primeiros ídolos teen da música, o americano Bobby Vee morreu em 24 de outubro de 2016, aos 73 anos. Ele sofria de Alzheimer havia cinco anos. Vee estourou em 1959, quando tinha apenas 15 anos. Ele foi o grande ídolo teen nos Estados Unidos antes da "invasão" dos Beatles em 1964. Divulgação Mais

CARLOS ALBERTO TORRES - Capitão do tricampeonato da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1970, o ex-lateral Carlos Alberto Torres morreu aos 72 anos, no Rio de Janeiro, de um infarto fulminante. Carlos Alberto Torres marcou época no futebol brasileiro não só por sua passagem na seleção, mas também pela carreira trilhada em clubes do país, como Santos, Botafogo e Fluminense. Foi também treinador e comentarista. AP Photo/Gianni Foggia Mais

OLEG POPOV - Estrela do circo soviético, Oleg Popov era o palhaço em atividade mais velho do mundo quando morreu, aos 86 anos, vítima de parada cardíaca, na Rússia. Aos 14 anos, Popov entrou para para escola de circo de Moscou. O grande circo de Moscou saudou sua contribuição inestimável à história da arte circense. Horst Ossinger/AFP Mais

NADIR FERNANDES - Chamada de "musa da pornochanchada", a atriz Nadir Fernandes foi símbolo sexual no Brasil dos anos 1970. Ganhou vários prêmios em concursos de beleza, foi capa de revistas e estrelou vários filmes, como "Os Garotos Virgens de Ipanema" (1973), "Adultério ? As Regras do Jogo" (1975) e "Snuff - Vítimas do Prazer" (1977). Morreu em São Paulo, aos 78 anos, em 7 de novembro de 2016, por um problema no coração. Divulgação/Cinemateca Mais

LEONARD COHEN - Cantor e compositor canadense, autor de canções como "Suzanne" e "Hallelujah", Leonard Cohen era considerado um dos grandes poetas da música. Morreu em 10 de novembro de 2016, aos 82 anos. Em seu 14º e último disco, lançado pouco antes de sua morte, Cohen fazia reflexões metafísicas sobre a morte. EFE Mais

ROBERT VAUGHN - O ator americano ficou conhecido por seu papel de protagonista na série dos anos 60 "O Agente da U.N.C.L.E.". Morreu em 11 de novembro de 2016, aos 83 anos, vítima de leucemia. Vaughn foi indicado ao Oscar por seu papel de veterano de guerra alcoólico em "O Moço de Filadélfia", em 1960. Reprodução Mais

LEON RUSSELL - O cantor e compositor americano surgiu nos anos 70 como um dos artistas mais dinâmicos do rock. Tocou tocou com músicos como John Lennon, Bob Dylan, Ringo Starr, Joe Cocker e George Harrison. Morreu em 13 de novembro de 2016, aos 74 anos. Lucas Jackson/Reuters Mais

RUBENS APPROBATO MACHADO - O ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo (OAB-SP) Rubens Approbato Machado morreu em 17 de novembro de 2016, em São Paulo. Approbato presidiu a OAB paulista entre 1998 e 2000 e o Conselho Federal da OAB em 2001 a 2003. Ele também foi diretor da Escola Superior da Advocacia (ESA). Também teve destaque no meio esportivo, onde, além de conselheiro vitalício do Corinthians, foi vice-presidente da FPF (Federação Paulista de Futebol) entre 1992 a 2002. Divulgação Mais

SHARON JONES - Famosa pelo trabalho com o grupo de soul e funk Dap-Kings, ela começou a carreira na década de 70 cantando em igrejas e shows locais na Georgia (EUA). Considerada uma das maiores vozes da soul music, Sharon Jones lutava desde 2013 contra um câncer no pâncreas. Morreu aos 60 anos, em Cooperstown, Nova York, EUA. Manuela Scarpa/Photo Rio News Mais

FIDEL CASTRO - O ex-ditador de Cuba Fidel Castro morreu aos 90 anos de idade, no dia 25 de novembro de 2016. Líder histórico da Revolução Cubana, Fidel tinha 32 anos quando entrou triunfante em Havana, em 1959, para derrubar Fulgêncio Batista. O líder cubano derrotou conspirações apoiadas pelos EUA e enviou 386.000 concidadãos para lutar em Angola, Etiópia, Congo, Argélia e Síria. Ao longo de 40 anos (1958-2000) escapou de 634 tentativas de assassinato. Xinhua/Archivo Mais

TRAGÉDIA DO VOO DA CHAPECOENSE - Na madrugada de 29 de novembro de 2016, o voo que levava o time da Chapecoense para o jogo da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, da Colômbia, caiu em La Union, perto de Medellín. 71 dos 77 ocupantes da aeronave morreram, entre eles, 19 atletas do time catarinense, 17 membros da comissão técnica, sete diretores, um convidado da diretoria da Chape, 20 jornalistas e sete membros da tripulação. Clique no botão "Mais", aqui ao lado, para saber mais sobre cada uma das vítimas. Reprodução/Facebook e Divulgação/Chapecoense Mais

FERREIRA GULLAR - O poeta e escritor maranhense foi um dos fundadores do neoconcretismo. Integrou a Academia Brasileira de Letras e foi também crítico de arte, biógrafo, tradutor, memorialista e ensaísta. Entre suas obras, estão "A luta corporal", de 1954, "Manifesto neoconcreto" e "Teoria do não-objeto", de 1959, e "João Boa-Morte, cabra marcado para morrer", de 1962. Ferreira Gullar morreu em 4 de dezembro de 2016, aos 86 anos, de complicações respiratórias decorrentes de uma pneumonia. Letícia Moreira / Folhapress Mais

PETER VAUGHAN - O ator Peter Vaughan, conhecido como o Meistre Aemon de "Game of Thrones", morreu em 6 de dezembro de 2016, aos 93 anos, em Horsham, no Reino Unido. Vaughan atuou na série entre 2011 e 2015. Ele atuou por 75 anos no teatro, na televisão e no cinema. Durante a longa carreira, Vaughan trabalhou ao lado de Anthony Hopkins, Frank Sinatra e Ronnie Barker. Divulgação Mais

GREG LAKE - Ex-vocalista e baixista, o músico inglês integrou dois dos maiores grupos de rock progressivo: King Crimson e Emerson, Lake & Palmer. Greg Lake morreu em 7 de dezembro, aos 69 anos, em Londres, depois de uma longa batalha contra o câncer. Divulgação Mais

JOHN GLENN - Ele foi primeiro astronauta americano a orbitar ao redor da Terra, em 1962, a bordo da cápsula Friendship 7 Mercury. John Glenn voltou a fazer história em 1998, ao se transformar na pessoa mais velha (então com 77 anos) a voar ao espaço a bordo do baldeado Discovery. Ele morreu em 8 de dezembro de 2016, em Ohio, nos Estados Unidos, aos 95 anos, após vários anos com problemas de saúde após sofrer um infarto. NASA via Bloomsbury Auctions/The New York Times Mais

DAMIÃO EXPERIENÇA - Damião Ferreira da Cruz, mais conhecido como Damião, Damminhão, Daminhão ou Daimeão Experiênça, Experyença ou Experyênça, foi um cantor, músico e compositor baiano. É considerado uma figura proeminente na cena musical alternativa brasileira, gravou mais de 30 álbuns de forma completamente independente. Morreu em 10 de dezembro de 2016, no Rio de Janeiro, aos 81 anos. Trip Mais

JOÃO CASTELO - O deputado federal João Castelo (PSDB-MA) morreu em 11 de dezembro de 2016, em São Paulo, após complicações em decorrência de uma cirurgia de revascularização do miocárdio. Ele tinha 79 ano. João Castelo foi governador do Maranhão e estava no seu quinto mandato na Câmara dos Deputados. Foi também prefeito de São Luís e senador pelo Maranhão. Em sua carreira política, passou por Arena, PDS, PRN, PPR, PPB, PP e PSDB. A. Baeta/O Imparcial Mais

ALAN THICKE - Ator da série "Tudo Em Família", Alan Thicke morreu em 13 de dezembro, aos 69 anos, na Califórnia (EUA). Sofreu um ataque cardíaco enquanto jogava hóquei. Participou de várias séries de TV e também apresentou programas de videogame, talk shows e escreveu várias músicas famosas de programas de TV, como "Diff'rent Strokes" e "Wheel of Fortune". Reprodução /Katie Couric Mais

DOM PAULO EVARISTO ARNS - Arcebispo emérito de São Paulo, dom Paulo tornou-se um símbolo de resistência contra a ditadura militar nos anos 70. Denunciou as torturas nos quartéis, visitou presos em suas celas, liderou atos de protestos. Quando foi elevado a cardeal, em março de 1973, uma das suas primeiras medidas foi criar a Comissão Justiça e Paz, formada por advogados e outros profissionais, para atender pessoas perseguidas pela ditadura. Morreu em 14 de dezembro de 2016, em São Paulo, aos 95 anos, com um quadro de broncopneumonia e problemas renais. Ana Ottoni -23.12.2003/Folhapress Mais

VILLAS-BÔAS CORRÊA - Repórter político dos mais longevos do Brasil, o jornalista Villas-Bôas Corrêa morreu aos 93 anos, no no Rio de Janeiro, em 15 de dezembro de 2016. Teve mais de meio século de atividade na imprensa -começou na profissão em 1948 e publicou sua última coluna, Coisas da Política, em 2011, no Jornal do Brasil, onde escreveu por três décadas. Aline Massuca - 9.dez.2008/CPDocJB/Folha Mais

ZSA ZSA GABOR - A atriz austro-húngara radicada nos Estados Unidos foi eleita Miss Hungria em 1936 e participou de filmes como "Moulin Rouge" (1952), "Lili" (1953) e "A Marca da Maldade" (1958). Também construiu sua carreira na televisão, em séries como "Batman", "Bonanza" e "Green Acre", entre outras. A vida pessoal de Zsa Zsa Gabor foi marcada por escândalos. Foi casada nove vezes e encarnou o ideal de loura platinada da indústria do cinema, com uma inclinação por vestidos que ressaltavam suas curvas. Morreu em 18 de dezembro, aos 99 anos, depois de um ataque cardíaco. AFP Mais

MICHÈLE MORGAN - Umas das maiores intérpretes francesas do século 20, conhecida pelos cinéfilos como "os mais belos olhos" do cinema, Michèle Morgan se tornou uma celebridade nos anos 1930 por seu papel no filme "Cais das Sombras", de Marcel Carné. A atriz participou de aproximadamente 70 filmes em sua extensa carreira. Morreu em 20 de dezembro de 2016, aos 96 anos. Reprodução Mais

WELINGTON DE MELO - O matemático, pesquisador do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), era especialista em sistemas dinâmicos. Welington de Melo foi o orientador de doutorado de Artur Avila, que ganhou em 2014 a Medalha Fields, a maior honraria que um matemático pode receber. Ele faleceu na madrugada de 21 de dezembro de 2016, no Rio de Janeiro, quando se recuperava de um infarto sofrido duas semanas antes. Divulgação/IMPA Mais

PIERS SELLERS - O pesquisador e astronauta britânico da Nasa morreu aos 61 anos, em Houston (EUA), em 23 de dezembro de 2016, vítima de um câncer no pâncreas. Ele ajudou a construir a Estação Espacial Internacional durante suas visitas ao espaço. Piers Sellers também foi um pioneiro em pesquisa ambiental e dos estudos sobre os impactos da humanidade sobre a atmosfera. Nasa Mais

LIZ SMITH - A atriz Liz Smith, que viveu a Grandma Georgina em "A Fantástica Fábrica de Chocolate", de Tim Burton, morreu em 24 de dezembro de 2016, aos 95 anos. A atriz também ficou conhecida por participar das séries de TV britânicas "The Royle Family" e "The Vicar of Dibley". Ela foi nomeada membro da Ordem do Império Britânico em 2009, mesmo ano que anunciou a aposentadoria após sofrer três derrames. Reprodução Mais

GEORGE MICHAEL - O cantor britânico conhecido por hits como "Faith" e "Freedom! '90" morreu em 25 de dezembro de 2016, aos 53 anos, no Reino Unido, de insuficiência cardíaca. Ele se interessou por música na adolescência e começou a tocar ska com o amigo de escola Andrew Ridgeley. Na primeira metade dos anos 1980, os dois criaram o duo pop Wham!, que teve hits como "Young Guns", "Wake Me Up Before You Go-Go" e "Careless Whisper". O Wham! se manteve até 1986 e vendeu mais de 25 milhões de discos. Em 1987, George Michael lançou "Faith", seu primeiro disco solo, que tinha ainda hits como "Father Figure" e "Kissing a Fool". Ao longo de suas quatro décadas de carreira, ele chegou a vender mais de cem milhões de discos. Entre as premiações, levou três Brit Awards e duas vezes o Grammy. Divulgação Mais

CARRIE FISHER - A atriz ficou famosa por interpretar a Princesa Leia em "Star Wars", sofreu um ataque cardíaco durante um voo que ia de Londres a Los Angeles. Morreu quatro dias depois, em 27 de dezembro de 2016, aos 60 anos. Uma das personagens mais queridas dos fãs da saga "Star Wars" - e possivelmente uma das mais icônicas do cinema de Hollywood -, sua Princesa Leia Organa esteve nos três filmes da trilogia original de George Lucas e voltou a estrelar os longas da nova fase: "Episódio VII: Despertar da Força", de 2015, e "Episódio VIII", que só estreia no final 2017. Divulgação Mais

DEBBIE REYNOLDS - A atriz americana Debbie Reynolds, de "Cantando na Chuva", morreu em 28 de dezembro de 2016, apenas um dia depois de sua filha, a também atriz Carrie Fisher - a princesa Leia dos filmes "Star Wars". A suspeita dos médicos é que a atriz veterana tenha sofrido um acidente vascular cerebral. Um dos principais nomes da era de ouro dos musicais de Hollywood, Reynolds foi indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante por "A Inconquistável Molly" (1964). AP Photo/Jill Connelly Mais

As mortes que marcaram o ano de 2016

Mais álbuns de UOL Notícias x

Últimos álbuns de Notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos