Topo

Em um mês, operação Saturação da PM detém 107 em Paraisópolis (SP) e deve migrar para outras regiões

Do UOL, em São Paulo

29/11/2012 11h30Atualizada em 30/11/2012 11h42

A Operação Saturação da Polícia Militar, realizada desde o dia 29 de outubro na favela de Paraisópolis, zona sul de São Paulo, completou um mês nesta quinta-feira com um saldo de 107 pessoas detidas.

A operação foi iniciada no final de outubro, após uma escalada da violência na capital e na região metropolitana de São Paulo e hoje já atinge bairros das zonas norte e leste, Grande São Paulo e interior do Estado.

Em visita à comunidade nesta quinta-feira, o governador Geraldo Alckmin elogiou a operação e disse que ela deve ser ampliada para mais regiões. Ao comentar a onda de violência na capital, disse que os últimos meses foram difíceis, mas que "o importante é proteger a população".

"Se tem uma força policial que tem uma corregedoria atuante é a polícia de São Paulo. Mas é preciso entender que em muitos casos você tem confrontos. O importante é proteger a população. "Esses últimos dois meses foram de confrontos. Você tem momentos de dificuldade e esse é um trabalho que você nunca pode dizer que está pronto", disse o governador ao falar brevemente com a imprensa no local.

Dos 107 detidos na comunidade da zona sul,  67 foram presos em flagrante, 24 procurados pela Justiça foram capturados e 16 adolescentes apreendidos. 

Além das detenções, foram apreendidos 18 armas de fogo, entre fuzis, espingardas, revólveres e pistolas, 407 munições e uma granada, e ainda mais de 59 quilos de cocaína, 344,3 quilos de maconha e 783 gramas de crack. 

Ainda de acordo com a PM, desde o início da operação, o número de homicídios caiu de três casos para zero e os furtos diminuíram de 133 para 94. O índice de roubos teve uma queda de 139 para 48. Os casos de estupro passaram de dois no mês passado para nenhum neste mês. Não houve ocorrência de latrocínios.

A operação não tem data para acabar e conta com mais de 500 policiais militares do Batalhão de Choque e do 16º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M).

Outras regiões

Desde o dia 7 de novembro a operação vem sendo realizada na zona norte e leste da capital, em Guarulhos, na Grande São Paulo, e em Ribeirão Preto. Até a última terça-feira (27), nos bairros Freguesia do Ó e Parada de Taipas, na zona norte da capital, e em Santa Inês, na zona leste, e em Guarulhos, 65 pessoas foram presas em flagrante, 19 procurados da Justiça foram capturados e três adolescentes apreendidos. 

Além das prisões, a polícia apreendeu 11 armas de fogo – entre elas estão dois fuzis. Ao todo, 18 munições foram encontradas. Mais 182,5 quilos de maconha e 10,6 quilos de cocaína, 10,5 quilos de crack e 52 veículos foram apreendidos.

Já em Ribeirão Preto, no interior do Estado, duas pessoas foram presas em flagrantes e 12 adolescentes foram detidos. Ao todo, na cidade, 1.761 veículos foram vistoriados e três recuperados. Duas armas de fogo ilegais, 220 gramas de maconha e 135 gramas de cocaína também foram apreendidas.

Mais Cotidiano