PUBLICIDADE
Topo

Mortos em acidente no Rio de Janeiro são identificados

Do UOL, em São Paulo

03/04/2013 01h25Atualizada em 03/04/2013 08h27

As sete pessoas mortas na queda de um ônibus do viaduto Brigadeiro Trompowski, nas proximidades da Ilha do Governador, zona norte do Rio de Janeiro, foram identificadas pelo IML (Instituto Médico Legal) na noite desta terça-feira (2). Cinco corpos já foram liberados.

Os mortos são Ângela Maria Reis da Silva, 62; Francisco Batista de Souza, 40; José Adaílton de Jesus, 42; Luciana Chagas da Silva; Luís Antônio do Amaral, 41; Marcius Flávio Nascimento, 42; e Oseias da Silva Cardoso, 39. Os corpos estão no IML do Rio.

O corpo de Marcius Flávio vai ser enterrado  no Cemitério de São Gonçalo, na região metropolitana. A cerimônia  está marcado para as 16h. O comerciante Oséias será levado para Nova Friburgo, na região serrana, onde ele morava. O corpo de Ângela Maria será enterrado às 15h no Cemitério do Catumbi, na zona norte.

O ônibus que fazia a linha Castelo-Bananal seguia em direção ao centro do Rio quando caiu por volta das 16h30 desta terça-feira na avenida Brasil, matando sete pessoas. Quinze pessoas ficaram feridas, das quais 11 foram levadas para hospitais, entre elas o motorista do veículo.

O veículo que se acidentou -- um Neobus Spectrum City, de placa KYI0973 e registro B10033 --  era do tipo midibus, também conhecido como "micrão", um coletivo de tamanho médio de 35 lugares muito popular no Rio de Janeiro.  

Estado de saúde dos feridos

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, dois homens foram encaminhados ao hospital Miguel Couto, na zona sul do Rio, em estado grave, com quadro de politraumatismo. Um homem e uma mulher foram levados com fraturas no braço e na perna ao hospital Souza Aguiar, na área central da cidade, e se encontram com quadro estável.
 
Segundo a assessoria de imprensa do hospital de Bonsucesso, na zona norte, uma adolescente de 17 anos sofreu fratura na clavícula e traumatismo craniano leve. Outro ferido que está em observação na unidade é uma senhora de 59 anos que não estava no ônibus, mas teve um mal súbito ao ver o acidente. 
 
Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, quatro feridos foram encaminhados ao hospital Getúlio Vargas, na zona norte : um idoso de 86 anos, que sofreu traumatismo crânio-encefálico leve e está lúcido; uma adolescente de 17 anos, que sofreu trauma de tórax leve; um homem de 33 anos, que sofreu fratura de fêmur e traumatismo crânio-encefálico médio; e um homem de 18 anos, que está em estado gravíssimo, com traumatismo crânio-encefálico. 
 
Ainda segundo a secretaria, uma mulher de 30 anos foi encaminhada ao hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, Duque de Caxias (RJ). Ela está em estado gravíssimo.
 


Polícia investiga causas do acidente

O delegado José Pedro Costa da Silva, titular do 21º DP, no bairro de Bonsucesso, que investiga o caso, esteve na noite desta terça-feira no hospital Getúlio Vargas para ouvir o motorista do ônibus, André Luiz de Souza Oliveira.
 
Segundo o delegado, o motorista disse que foi agredido com um chute na barriga por um passageiro, e, ao tentar desviar de um carro no viaduto após sofrer essa agressão, perdeu o controle do veículo, que acabou caindo em uma das pistas da avenida Brasil, uma das mais movimentadas da cidade.
 
Ainda de acordo com Silva, o motorista, que quebrou a perna em consequência do acidente, estava desorientado ao prestar depoimento, e deve ser ouvido novamente nesta quarta-feira (3) para prestar mais esclarecimentos sobre o que aconteceu.

Cotidiano