PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Morre ciclista esfaqueado durante assalto na Lagoa, zona sul do Rio

O médico Roberto Oberg, que prestou os primeiros socorros ao ciclista, observa o local onde ocorreu o crime - Márcia Foletto/Agência O Globo
O médico Roberto Oberg, que prestou os primeiros socorros ao ciclista, observa o local onde ocorreu o crime Imagem: Márcia Foletto/Agência O Globo

Do UOL, no Rio

20/05/2015 08h17Atualizada em 21/05/2015 13h19

O médico Jaime Gold, 56, morreu durante a madrugada desta quarta-feira (20) após ter sido esfaqueado durante um assalto na pista de lazer da Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul do Rio de Janeiro, na noite de terça-feira (19).

Ele foi atacado por criminosos quando andava de bicicleta na altura da Curva do Calombo, nas proximidades do centro náutico do Botafogo. Segundo a Polícia Civil, o ciclista levou três facadas no abdômen. Os assaltantes fugiram levando bicicleta, carteira, celular e outros objetos da vítima, que foi golpeada mesmo sem reagir ao assalto.

Gold recebeu os primeiros socorros do médico Roberto Oberg, que passava pelo local. Inconsciente e perdendo muito sangue, ele foi depois levado pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, onde ainda chegou a ser submetido a uma cirurgia, porém não resistiu aos ferimentos.

A vítima era cardiologista e trabalhava no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho desde 1989. Em nota, a unidade lamentou a morte de "um grande profissional", que "será lembrado pela amizade de todos como ex-aluno e profissional desta instituição". "A ele, o hospital da UFRJ presta sua homenagem e agradece por todo profissionalismo, preocupação e comprometimento com as causas da saúde."

A Comissão de Segurança no Ciclismo também emitiu uma nota de pesar pela morte do médico. Para o grupo, esta era uma "tragédia anunciada". "A comissão já alertou e busca incansavelmente junto ao poder público e autoridades ações efetivas de combate aos roubos e furtos de bicicletas em nossa cidade. Fizemos inúmeros eventos de alertas inclusive no próprio local onde a tragédia ocorreu. Porém, até o momento ainda estamos sem atendimento de nossas solicitações."

A 15ª DP (Gávea) abriu um inquérito para investigar o crime. De acordo com a polícia, imagens de câmeras de prédios da vizinhança serão analisadas com o objetivo de identificar os assaltantes. Um homem que trabalha em um posto de gasolina próximo ao local afirmou à polícia ter visto o momento em que o ciclista foi abordado. Nesta quarta-feira (20), o caso foi transferido para a Divisão de Homicídios, que realizou uma nova perícia no local.

Reportagem do UOL publicada há três semanas mostrou que adolescentes armados com facas vêm protagonizando uma onda de assaltos a ciclistas e pedestres na pista de lazer que circunda a Lagoa, um dos principais cartões-postais da capital fluminense.

A rotina de violência chamou ainda mais a atenção depois que um jovem de 14 anos, atleta de remo do Flamengo, foi esfaqueado e teve sua bicicleta roubada. O caso ocorreu no dia 25 de abril. Houve registros de pelo menos outros dois casos na semana anterior.

Procurada para dar esclarecimentos, a Polícia Militar informou que o patrulhamento havia sido reforçado com rondas diárias de carros da PM, policiais a pé, veículos elétricos, motos e policiais militares em bicicletas.

Mensagens de alerta

Em abril, moradores da Lagoa afixaram mensagens ao longo da ciclovia, nos arredores do Parque dos Patins, para alertar sobre o risco de roubos e outros atos de violência na região: "O horário é por volta das 6h e 7h. Dois indivíduos abordam o ciclista, um deles portando ao menos uma faca, e levam a bicicleta, celular e demais pertences".

Os cartazes citavam o assalto sofrido pelo francês Victor Didier, 19, morador da Gávea, que pedalava pelo local quando foi atacado por ladrões nas proximidades do Jardim de Alah, no dia 19 de abril. O pai da vítima, Christophe Didier, afirmou que Victor foi golpeado com uma faca com "lâmina de mais de 30 centímetros", que atingiu os dois pulmões do jovem.

Cotidiano