PM pede, e blocos de carnaval em Niterói são cancelados no fim de semana

Do UOL, São Paulo

A pedido de um dos comandos da Polícia Militar do Rio de Janeiro, os blocos de rua programados para desfilar em Niterói neste final de semana foram cancelados. De acordo com a Neltur, empresa responsável pela organização do evento, trata-se de uma medida preventiva devido aos protestos intensificados na manhã desta sexta-feira (10).

Desde a noite de ontem, mulheres e familiares de policiais militares começaram a ocupar a entrada de alguns batalhões.

"O Comando do 12º fez esta solicitação por uma questão preventiva, preocupado com possíveis manifestações da PM que poderão inviabilizar a segurança desses eventos públicos", informou em nota.

Estavam previstos para sábado e domingo os desfiles dos blocos "Mancando de Ré", "Nosso Santo Bateu" e "Sosseguei + Samba dos Amigos". No bloco mais tradicional, a expectativa era de reunir entre 15 e 20 mil pessoas, de acordo com a empresa. 

Entenda o protesto no Rio de Janeiro

O movimento das famílias que protesta em frente aos batalhões reivindica, em nome dos PMs, uma lista de condições para encerrarem o bloqueio. Entre os principais motivos que encabeçam a revolta estão o atraso do 13º salário e do RAS (Regime Adicional de Serviço) das Olimpíadas, que ainda não foram pagos.

O RAS é a hora extra feita a fim de reforçar o efetivo de batalhões, delegacias, quartéis dos bombeiros e unidades prisionais. 

A estratégia de protesto é semelhante a utilizada por familiares de PMs no Espírito Santo desde sábado. Existe uma preocupação de que a onda de protesto no Estado capixaba incentive e fortaleça o movimento no Rio durante esta sexta-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos