Violência no Rio

Mãe de criança sequestrada em van desabafa: "O que você faz com toda essa violência?"

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio

  • Brazil Photo Press/Agência O Globo

A professora Vivian Oliveira, mãe do menino João, de dois anos e sete meses, uma das duas crianças levadas em uma van escolar por bandidos em Niterói, falou sobre os momentos de pânico que viveu até recuperar o filho. Ela disse que soube da possibilidade do sequestro pela avó da criança, que acompanhava informações do caso pela internet. A mãe contou nesta sexta-feira (11) que o menino saiu de casa às 6h e teve a certeza de que o filho havia sido levado pelos bandidos ao ligar para a escola.

"Eles falaram que a van do João ainda não tinha chegado. Fiquei naquela agonia e depois tive a certeza que a van do meu filho foi levada. Em alguns segundos, a vida passa na cabeça, né? E é muito nervosismo. O que você faz com toda essa violência?. A gente fica preso em casa... Deixa o filho em casa? Não vai trabalhar? O filho fica sem estudar?", desabafou Vivian Oliveira.

Ela contou ainda que a criança está muito nervosa. "Ele ficou nervoso. Estava acostumado com dois tios da van. De repente chegam quatro homens retiram as crianças e fica só ele e o amigo! Sem contar que eles devem ter corrido numa velocidade absurda. Ele percebeu algo estranho, mas a vida vai continuar".

A van foi abordada no bairro do Barreto, em Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro. Seis crianças estavam no veículo. O motorista conseguiu retirar quatro delas, quando os criminosos anunciaram o assalto.

Bárbara Souza, 60, que teve o carro roubado antes da van, presenciou o sequestro. "Eles primeiro me abordaram, mandaram eu sair do carro, saíram batendo em todo mundo para fugir e meu carro acabou parando. Com isso, eles foram direto na van. Roubaram dois veículos em apenas 500 metros", conta a motorista.

O coronel Rui França, comandante do 7° BPM, explicou como foi a ação dos PMs.

"Após termos a informação de que a van ingressou no Morro da Coreia, que faz divisa com o Perelinho, na região de Neves, imediatamente acionamos uma equipe para o local. Os policiais ingressaram no interior da comunidade e conseguiram localizar a van com as crianças. E conseguiram, com muita segurança, fazer a retirada dessas crianças e da van escolar de dentro da comunidade."

A delegada que acompanha o caso, Carla Tavares, disse que a polícia está identificando os criminosos.

"Foram quatro bandidos, dois estavam com capuz, outros dois sem. Um dos elementos estava com um fuzil. Agora, nesse momento, já estamos identificando os elementos e representaremos pela prisão", afirmou a delegada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos