Violência em São Paulo

Polícia diz ter descoberto cemitério clandestino em SP; envolvimento do PCC não é descartado

Luís Adorno

Do UOL, em São Paulo

A Polícia Civil de São Paulo informou que descobriu, na manhã desta segunda-feira (9), um cemitério clandestino no município de Mauá, na Grande São Paulo. O local seria usado por criminosos para enterrar pessoas assassinadas em razão de desavenças. Na vala, localizada em uma área de mata, foram encontrados quatro corpos --entre os mortos, está uma mulher.

A suspeita é de que a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) tenha ligação com esse cemitério clandestino. Todos teriam sido executados e enterrados depois de julgados por um tribunal do crime. O motivo está sendo apurado.

Segundo o delegado Antônio José Pereira, titular da 1ª Delegacia Patrimônio (Investigações de Roubo e Latrocínio), as mortes aconteceram no mesmo dia, no final do mês passado. "Temos indícios de autoria e representaremos pelas prisões necessárias nas próximas horas", disse Pereira.

As informações sobre as mortes surgiram durante investigação sobre roubo. A equipe da 1ª Patrimônio tentava localizar o cemitério havia 15 dias. As informações surgiram durante apurações sobre uma autores de roubos. Os investigadores contaram com equipes do Corpo de Bombeiros e da Guarda Municipal de Mauá para desenterrar os corpos.

Delegados do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) também foram acionados para ajudar na apuração dos crimes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos