Após 89 anos, Gafieira Estudantina fecha as portas no Rio: 'A crise nos pegou em cheio'

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio

  • Custodio Coimbra/Agência o Globo

    15.out.2017 - A casa acumulou dívidas de cerca de R$ 790 mil em aluguéis atrasados

    15.out.2017 - A casa acumulou dívidas de cerca de R$ 790 mil em aluguéis atrasados

A Gafieira Estudantina, a mais tradicional casa de samba de gafieira do Rio de Janeiro, fechou as portas nesta segunda-feira (16) após acumular dívida de cerca de R$ 790 mil em aluguéis atrasados. Desde maio de 2005, a Ordem Terceira do Carmo, dona do sobrado onde funciona a Estudantina, briga na Justiça pelo pagamento dos valores.

"A casa não está mais faturando tem tempo, nem recursos para pagar a orquestra nós temos. Trabalhamos principalmente para o público da terceira idade e a crise nos pegou em cheio", contou o diretor artístico Paulo Roberto, que também lamentou a falta de apoio da Prefeitura do Rio.

"A gente precisa de ajuda É um patrimônio da cidade que está sendo jogado no lixo. É um desrespeito à cultura", afirma o diretor, que trabalha há 39 anos para a Estudantina.

Ao todo, 40 pessoas que trabalham no local terão de ser dispensadas. O sentimento foi de despedida, mas também de esperança.

"Olhei para tudo que fiz e chorei. Fico me perguntando: será que senhor Dom Orani [cardeal e arcebispo do Rio] sabe disso? Que vão expulsar a gente daqui? Ele já esteve duas vezes conosco, nos prestigiando", questiona Roberto, que destaca com orgulho as celebridades que já visitaram o local.

"Já passaram por aqui Marcello Mastroianni [ator italiano], Pedro Almódar [diretor de cinema espanhol], a atriz Jane Fonda, Mick Jagger [vocalista da banda Rolling Stones]. A Gafieira é um dos pontos turísticos do Rio", afirma. No último sábado (14), a casa chegou a receber mais de 200 pessoas de 16 Estados brasileiros.

Procurada, a Prefeitura do Rio informou que, apesar de o espaço ter sido tombado, isso não significa que o governo municipal tem obrigações comerciais com a Gafieira Estudantina.

A Arquidiocese disse que não vai se manifestar e que o caso tem que ser resolvido com a Ordem Terceira, proprietária do imóvel. A Ordem Terceira do Carmo ainda não se manifestou.

Patrimônio Cultural Carioca

Ponto de encontro de boêmios, sambistas e amantes da música, a Gafieira Estudantina foi fundada em 1928. Desde 1942, está localizado na praça Tiradentes, no centro histórico da capital fluminense. Em 2012, o local foi tombado e coroado como Patrimônio Cultural Carioca.

O texto do decreto de tombamento, publicado na ocasião, diz que o prédio é um "importante ponto de convivência e da prática da dança de salão e do samba de gafieira", além de considerar que "a Estudantina Musical é uma conhecida manifestação cultural, típica do estilo de vida e do modus vivendi do carioca".

O casarão que abriga até hoje a Estudantina foi construído no século 19. A fachada é composta de uma pequena e contínua sacada, com portas que se abrem do chão ao teto, com pé direito alto para proporcionar iluminação natural e boa ventilação. Este tipo de construção era usual na época e está presente em grande parte do casario antigo do centro do Rio.

Cultura e Resistência

A cidade que criou o samba de gafieira e exportou o estilo para todo o Brasil contava até então com apenas dois espaços: a Estudantina e a Elite --localizada na rua Frei Caneca, também no centro. Nos anos 1950, a cidade chegou a reunir mais de 300 gafieiras.

A redução do número de espaços ocorreu principalmente nos últimos dez anos devido à mudança no perfil do público e à ascensão dos chamados bailinhos --encontros criados pelas academias de dança.

Para se adaptar e sobreviver aos impactos impostos pelo tempo, a Gafieira Estudantina chegou a diversificar as atrações e abrir as portas para outros ritmos:
além do baile de gafieira, o espaço chegou a oferecer eventos de forró, charme, roda de samba de raiz e criou também o polêmico show Ginga Tropical, destinado principalmente a turistas. O espetáculo, com apresentação de passistas, chegou a gerar críticas de frequentadores do local que defendiam o estilo genuíno da Estudantina.

Os eventos oferecidos eram uma forma de manter comercialmente o sobrado, que também era disponibilizado para aulas de dança de salão, shows, festas e eventos corporativos.

Cenário de Novela

A Gafieira Estudantina já foi usada como cenário de tramas da Rede Globo como "Caminho das Índias", "O Clone", "América", "Salve Jorge", "De Corpo e Alma" e "Barriga de Aluguel". A novela mais recente gravada no local foi a "Força do Querer". Todas da escritora Gloria Perez.

A cantora Alcione gravou no local uma participação especial para os últimos capítulos da trama que vai ao ar nos próximos dias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos