Violência em São Paulo

Quadrilha assalta hotel de luxo em SP e leva caixa eletrônico

Janaina Garcia e Nathan Lopes

Do UOL, em São Paulo

  • UOL

    Policiais e peritos analisam hotel atacado por criminosos em região nobre de SP

    Policiais e peritos analisam hotel atacado por criminosos em região nobre de SP

Uma quadrilha assaltou um hotel de luxo nos Jardins, região nobre de São Paulo, na madrugada desta terça-feira (14). Na ação, os criminosos levaram um caixa eletrônico de troca de moeda estrangeira, com cerca de R$ 5 mil em espécie, e dois carros de hóspedes. Até o início da tarde, nenhum deles --oito, ao todo, segundo a Secretaria de Segurança Pública --havia ainda sido preso.

Segundo a Polícia Militar, o roubo aconteceu no Golden Tulip, na alameda Lorena, por volta das 2h40. A assessoria de imprensa do estabelecimento informou que nenhum hóspede foi abordado pelos criminosos e que o hotel "está em contato com as autoridades que investigam o caso. Não houve feridos e as atividades do hotel continuam normalmente".

Um funcionário do hotel disse à polícia que dois assaltantes entraram pela garagem do estabelecimento e renderam os manobristas. Outros dois criminosos entraram pela porta principal e dominaram o porteiro.

Os bandidos roubaram pertences dos funcionários e também um caixa eletrônico para operações de câmbio de moeda, que ficava no mezanino do edifício, em uma área comum de circulação.

De acordo a Polícia Civil, a partir do depoimento de um dos manobristas, s assaltantes demonstraram ter "pleno conhecimento do hotel" e usaram barras de ferro para movimentar o cofre do caixa eletrônico até o veículo que utilizaram no assalto.

O grupo ainda levou dois carros de hóspedes, além de um computador que continha as imagens do sistema de segurança. Algumas câmeras de segurança foram danificadas.

Um segurança alertou a polícia, mas os criminosos conseguiram fugir.

"A gente veio aqui só para assaltar"

Um dos hóspedes do hotel, o engenheiro Fábio Viana, de Brasília, disse não ter percebido o assalto da madrugada.

"Por volta das 4h, escutei um barulho no lobby, achei até que eram os funcionários falando muito alto, aquilo estava me incomodando, cheguei a pensar em descer e pedir para falarem mais baixo. Mas continuei dormindo. Levantei umas 5 e pouco da manhã, fui para a academia fazer uma esteira e, no café da manhã, fiquei sabendo que teve um assalto --e que fizeram reféns em uma salinha, com armas na cabeça", relatou.

Para Viana, a sensação "é de insegurança". "Não é a primeira vez que fico aqui --eu andava nas imediações falando ao celular porque tinha uma sensação de segurança, agora eu não vou mais fazer isso", afirmou.

Segundo o hóspede, um funcionário abordado pelos assaltantes relatou a forma como se deu a abordagem.

"Ele me disse que chamou a atenção a calma dos assaltantes, que diziam aos funcionários [reféns]: 'A gente não quer fazer nada com vocês, fiquem calmos, fiquem tranquilos, a gente sabe que vocês são trabalhadores, a gente veio aqui só para assaltar'", disse.

As investigações sobre o crime são conduzidas pela 78º Distrito Policial, onde a ocorrência foi registrada como roubo a estabelecimento e roubo de veículos. O caso é investigado pelo delegado Rogério Nader, com assessoria de equipes do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais). De manhã, a Polícia Científica fez a perícia no hotel.

Polícia procura criminosos que invadiram hotel de luxo

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos