Casal encontra câmera escondida em apartamento alugado no Airbnb em SP

Igor Ferraz

Colaboração para o UOL

  • Arquivo Pessoal

    Casal procurou a polícia após encontrar câmera escondida em apartamento alugado pela Airbnb; o proprietário foi banido do serviço

    Casal procurou a polícia após encontrar câmera escondida em apartamento alugado pela Airbnb; o proprietário foi banido do serviço

Nesta quinta-feira (25), um casal que alugava um apartamento em São Vicente, litoral de SP, teve suas férias frustradas ao perceber que estava sendo vigiado por uma câmera escondida atrás de um de um espelho no local. Os dois deixaram imediatamente a residência, que fora alugada por meio do site Airbnb. O caso está sob investigação após o casal ter registrado um boletim de ocorrência no 1° Distrito Policial da cidade.

De acordo com a polícia, o plano dos turistas, que vinham da região do ABC paulista, era passar quatro dias no apartamento, na região da Ilha Porchat. Porém, horas depois de chegarem ao local, notaram uma luz que piscava por trás de um dos espelhos da sala.

Leia mais

O casal encontrou então uma câmera escondida, que gravava a intimidade dos dois. Imediatamente, os hóspedes desligaram o aparelho e, por volta das 19h, já estavam registrando um boletim de ocorrência no 1° Distrito Policial de São Vicente, no centro da cidade, levando o equipamento e a bateria para as autoridades.

Ao reclamar com o proprietário da residência, o locatário, que é analista de sistemas, ouviu que a câmera estava instalada "por motivos de segurança". Ainda segundo informações da polícia, o equipamento foi apreendido e as imagens serão usadas na investigação do caso. O UOL tentou contato com ambas as partes envolvidas, mas os hóspedes não quiseram se pronunciar, e o locador não atendeu.

O regulamento da Airbnb proíbe qualquer câmera de segurança que não esteja explicitamente visível na casa dos anfitriões. Além disso, o fato de o local ser vigiado deve ser avisado no anúncio da locação, o que não aconteceu, segundo o relato da vítima à polícia. De acordo com a Airbnb, o usuário foi banido permanentemente da plataforma.

Em outubro de 2017, um caso semelhante aconteceu em Longboat Key, na Flórida, Estados Unidos. No episódio, um casal encontrou uma câmera escondida no detector de fumaça posicionado bem acima da cama em que os hóspedes dormiam. Na ocasião, o dono do local também foi banido permanentemente da plataforma Airbnb.

Procurada pelo UOL, a Airbnb emitiu o seguinte posicionamento sobre o ocorrido:

"O Airbnb já registrou mais de 260 milhões de chegadas de hóspedes em todo o mundo e incidentes como este são extremamente raros. O Airbnb leva muito a sério a privacidade, e não há espaço em nossa comunidade para esse tipo de comportamento.

As regras de uso da plataforma são claras ao proibir câmeras em quartos ou banheiros. Caso estejam em outros locais da casa, essa informação deve ser divulgada no anúncio.

Assim que tomamos conhecimento deste incidente, banimos permanentemente este anfitrião de nossa plataforma. Estamos em contato e dando assistência aos hóspedes. Além disso, estamos à disposição das autoridades policiais para auxiliar na investigação."
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos