Helicóptero da PM resgata homem em rochedo no mar em SP; veja

Eduardo Carneiro

Colaboração para o UOL

Um homem de 33 anos que estava desaparecido há um dia foi resgatado neste domingo (28) pelo helicóptero Águia, da Polícia Militar, nas proximidades do Parque Estadual Ilha do Cardoso, na cidade de Cananéia, litoral sul de São Paulo.

Um vídeo fornecido pela PM ao UOL mostra o momento em que os policiais militares aeronautas realizaram a aproximação do helicóptero e desembarcaram um dos tripulantes na área rochosa. Mesmo com o mar agitado, o homem é retirado com segurança.

A vítima foi identificada como Leonardo Mariano Silva, morador de São Paulo. Ele relatou aos policiais que saiu para fazer um treino de corrida por volta do meio-dia de sábado no parque e que, após passar pelo costão rochoso, não conseguiu retornar devido à maré alta.

Leia mais:

O homem teria então decidido pernoitar na região costeira até a manhã seguinte. Ao tentar retornar no domingo, porém, caiu na encosta de uma altura de 3 metros e sofreu diversas escoriações pelo corpo, ficando com a locomoção limitada.

Notificados do desaparecimento por conhecidos de Leonardo, equipes do Corpo de Bombeiros, policiais militares do Batalhão Ambiental e membros do parque fizeram operação de busca no sábado e no domingo, contando também com a observação aérea do helicóptero da Polícia Militar, o Águia 17.

O homem foi localizado neste domingo (28) numa área rochosa próxima à praia do Cambriú, local de difícil acesso, ainda mais com o mar agitado. Um grupo de resgate seguiu por terra para prestar os primeiros socorros até que o helicóptero foi acionado e concluiu o salvamento.

A vítima foi estabilizada, imobilizada e embarcada no helicóptero com total segurança, segundo a PM. Em seguida, foi transportada até o heliporto de Cananéia, onde uma ambulância aguardava para o transporte ao Pronto Socorro da cidade. Com apenas ferimentos leves, Leonardo foi atendido e teve alta ainda no domingo.

A PM afirma que policiais militares, tripulantes e pilotos que atuam a partir da Base de Radiopatrulhamento Aéreo de Praia Grande treinam ações especiais de salvamento para atuarem no período da "Operação Verão" e atender toda a região da Baixada Santista e Vale do Ribeira nesta época do ano.

A aproximação da aeronave em áreas rochosas, como no caso deste domingo, é vista pelos policiais como uma das ações mais complexas de salvamento.

Além da preocupação que envolve a segurança das pessoas, mantendo-as longe das pás do rotor, é necessária atenção constante com a estabilização da aeronave durante o voo pairado junto às rochas, vencendo a força do vento e escapando do "spray" das ondas do mar.

A PM explica também que por vezes se faz necessário um leve toque do esqui da aeronave na rocha para liberar qualquer acúmulo de eletricidade estática antes do desembarque do tripulante.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos