Topo

Estava sossegado vendo TV quando o avião caiu, diz dono de casa atingida

Eduardo Lucizano, Guilherme Maziero e Leonardo Martins

Do UOL e colaboração para o UOL, em São Paulo

30/11/2018 19h33

Sentado em sua casa, João Bovolenta, 83, estava assistindo a um programa de televisão "sossegado" na companhia de sua mulher quando um avião de pequeno porte caiu em cima de sua e de outras duas casas no final da tarde desta sexta-feira (30). A aeronave modelo Cessna C-210 caiu pouco depois de decolar do aeroporto Campo de Marte, na zona norte de São Paulo. O acidente deixou ao menos dois mortos (o piloto do avião, Guilherme Murback, 26, e o copiloto, Leonardo Imamura, 43) e 13 feridos, segundo o Corpo de Bombeiros.

Bovolenta, morador das proximidades do Campo de Marte desde seu nascimento, saiu ileso do acidente e conta que ao ouvir a explosão saiu correndo para um sobrado vazio que tem em sua casa. Ele diz que construiu "90% da casa" e que ela tem 184 m².

Leia também:

Reprodução/GloboNews
A casa de João Bovolenta, 83, que teve sua casa atingida pela queda de uma aeronave de pequeno porte Imagem: Reprodução/GloboNews

"Estava vendo televisão sossegado dentro de casa. Só que onde caiu o avião estava vazio. Moro num salão de festas que fiz e quando veio a explosão, sai no corredor e fui no sobrado que tenho há 20 anos vazio e corri para lá. Aí deixei queimar. Estava eu e minha patroa", afirmou. "Na hora da batida pensei que fosse uma carreta".

A aeronave decolou do Campo de Marte às 15h55 e logo caiu. Segundo a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a aeronave estava em condições de operar "com segurança e com todos os requisitos estabelecidos no projeto de tipo, manuais e normas da Anac".

De acordo com o Corpo de Bombeiros, além da casa de Bovolenta e outras duas residências, carros e caminhões também foram atingidos.

Ao menos 13 pessoas ficaram feridas, sendo que seis delas foram levadas para três hospitais da região. Os bombeiros informam que foram enviadas 16 viaturas para o local para controlar o fogo. O aeroporto Campo de Marte ficou fechado para pousos e decolagens por cerca de uma hora após o acidente.