PUBLICIDADE
Topo

Em diário, mulher registrou ao menos 20 abusos de João de Deus, diz TV

João de Deus dá entrevista em uma de suas fazendas em Abadiânia - Reprodução
João de Deus dá entrevista em uma de suas fazendas em Abadiânia Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

23/12/2018 22h57

Uma das vítimas de João Teixeira de Faria, 76, o João de Deus, entregou à Polícia Civil de Goiás um diário no qual relata ter sido abusada sexualmente pelo menos 20 vezes, entre os anos de 2009 e 2010. Ela tinha 20 anos à época. Em depoimento, ela disse ainda que foi ameaçada pelo investigado, de acordo com reportagem veiculada nesta noite de domingo (23) pelo programa "Fantástico", da TV Globo.

O diário tem trechos em inglês e português. Numa anotação referente ao dia 16 de setembro de 2009, a mulher registra: "a vez que ele foi longe", a respeito de um episódio de abuso sexual. Em outro trecho, a vítima escreve que João de Deus exigiu que ela "prometesse que não emagreceria".

Além de sofrer ameaças para que não revelasse os abusos a ninguém, a vítima cujo nome não foi divulgado afirma que João de Deus deu presentes a ela e chegou a prometeu bancar sua formatura. 

Das 255 denúncias contra João de Deus que chegaram ao conhecimento das autoridades, a força-tarefa que investiga o caso já recolheu o testemunho de 75 mulheres. 

O "Fantástico" também veiculou uma entrevista com uma brasileira moradora dos Estados Unidos. Ela também afirmou ter sido vítima de abusos sexuais por parte de João Deus.

"As vítimas apresentaram passagens aéreas, demonstrando que estiveram no local [Abadiânia]. Apresentaram também presentes que receberam deste líder espiritual", afirmou a promotora Patrícia Ottoni Pereira.

"Me parece que o campo correto para esse debate, para o escrutínio dessas acusações, é no processo, onde cada caso será tratado individualmente", afirmou o advogado Toron, defensor de João de Deus.

Preso desde o último domingo (16), João de Deus nega as acusações. Os advogados dizem que o encarceramento do médium é um "constrangimento ilegal". Idade, saúde e "credibilidade" da Justiça são alguns dos argumentos usados pela defesa para tentar tirá-lo da prisão. O médium já teve um pedido de liberdade negado pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) e agora o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, analisa novo recurso da defesa.

Dinheiro encontrado em casa 

A mala com dinheiro encontrada pela Polícia Civil de Goiás em uma das casas de João Teixeira de Faria, o João de Deus, tinha R$ 1,2 milhão, informou a corporação nesse sábado (22). Os policiais também encontraram 770 euros e US$ 908.

Os valores foram achados durante operação de busca e apreensão em Abadiânia (GO). Além do dinheiro, os policiais localizaram dezenas de pedras que podem ser preciosas e um fundo falso, dentro de um guarda-roupa, onde ficava um cofre que estava vazio.

O advogado Alberto Toron negou que a quantia encontrada tenha origem ilícita. Toron afirma que seu cliente mantinha altas quantias guardadas em cofres em suas residências por "medo de assaltos".

Cotidiano