Topo

Michelle visita jovens com doenças raras e se emociona em 1ª viagem oficial

Do UOL, em São Paulo

2019-04-03T14:17:00

03/04/2019 14h17

Em sua primeira viagem oficial como primeira-dama, Michelle Bolsonaro visitou ontem centros para crianças e jovens com doenças raras e deficiências em Campina Grande, na Paraíba. Em vídeos postados nas redes sociais, ela conversa e canta com Leryston Matheus, um jovem com uma doença rara na pele.

Junto com o ministro da Cidadania, Osmar Terra, Michelle visitou o Centro Dia para Crianças com Microcefalia e outras Deficiências, onde encontrou Leryston, também conhecido como Leleu Guerreiro.

Ao lado de políticos da cidade e um cantor local, ela cantou com o jovem e um certo momento pareceu se emocionar com o episódio.

"O meu amor começou pela comunidade surda, em 2015. Mas, automaticamente, isso foi englobando as pessoas com deficiência e doenças raras. Hoje, estou aqui para fazer a diferença. A causa de vocês me toca e consigo me colocar no seu lugar. Estamos aqui para começar a construir uma sociedade inclusiva e que tem um olhar especial para vocês", disse a mulher do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Mauro Vieira/Divulgação
Michelle Bolsonaro abraça garoto durante visita ao Centro Dia, em Campina Grande Imagem: Mauro Vieira/Divulgação

Leleu postou uma foto em seu Instagram e agradeceu a visita da primeira-dama. "Obrigado, meu Deus. Obrigado, Michelle Bolsonaro, pela sua visita e toda sua comitiva, muito obrigada. Deus continue lhe abençoando", escreveu.

Leryston tem 21 anos e sofre de Epidermólise bolhosa, uma doença rara e sem cura que se caracteriza por uma sensibilidade da pele e provoca bolhas no corpo. Ele começou na semana passada um canal no Youtube onde fala de doenças raras e já recebeu mais de mil inscritos. Sua conta no Instagram tem mais de 15 mil seguidores.

Michelle e o ministro também foram ao Centro de Reabilitação de Campina Grande e estiveram com famílias atendidas pelo Programa Criança Feliz, do qual a primeira-dama é uma espécie de embaixadora desde a saída de sua antecessora, Marcela Temer.

Mais Cotidiano