Topo

Witzel lamenta mortes em desabamento de prédios no Rio

Carolina Marins

Do UOL, em São Paulo

12/04/2019 09h24

O governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), lamentou hoje o desabamento de dois prédios em Jacarepaguá que deixou ao menos 2 mortos e 9 feridos. Ele disse estar acompanhando a situação e elogiou o trabalho dos bombeiros. O prefeito Marcelo Crivella (PRB) está no local da tragédia.

"Infelizmente, já há mortos e feridos vítimas do desabamento da Muzema. Situação lamentável, que acompanho com atenção. Nossos bombeiros, como sempre, fazendo seu melhor", escreveu o governador no Twiiter. Minutos antes ele já havia se manifestado, dizendo rezar para que não houvesse vítimas.

Em nota, a prefeitura informou que os prédios eram construções irregulares e estavam em uma área "dominada por milícia". "A #PrefeituraRIO informa que os prédios que desabaram na Muzema são construções irregulares, não autorizadas pelos órgãos fiscalizadores, e tiveram as obras interditadas em novembro de 2018".

Segundo o Corpo de Bombeiros, ao menos duas pessoas morreram e nove ficaram feridas. Os feridos identificados ,Adilma Rodrigues, Claudio Rodrigues e uma criança, Clara, foram levados para o hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, também na zona oeste. Informações preliminares apontam que os três são da mesma família.

O quarto ferido é um homem, identificado apenas como Luciano. O quinto sobrevivente é uma menina de 4 anos chamada Júlia. O sexto resgatado é um homem que foi levado do local em um helicóptero dos bombeiros também para o Hospital Lourenço Jorge. Não há informação sobre os demais

Moradores buscam por desaparecidos debaixo dos escombros, apesar do pedido da equipe de resgate para que se afastem da região.

O local está isolado, com trechos de interdição na estrada de Jacarepaguá.

Mais Cotidiano