Topo

Mulher vai a polícia para relatar agressão e é presa por mentir e agredir

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

25/04/2019 11h05

Uma mulher foi presa na terça-feira (23) por denúncia caluniosa, após registrar uma queixa contra o marido por violência doméstica na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

De acordo com a polícia, Maiara Ferreira da Silva foi desmentida através de vídeos e fotos que mostravam ela agredindo a família do ex-marido. Ele, a sogra e vizinhos desmentiram a versão da mulher que chegou a ser encaminhada para exame de corpo de delito.

Segundo a delegada Mônica Areal, da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), o homem já havia sido denunciado por violência doméstica. Maiara estava com medidas protetivas concedidas pela Justiça quando chegou à casa do ex-marido com uma faca e uma marreta.

"Ela disse que quando chegou no local foi segurada pelos familiares do ex-marido para ser agredida, mas o que tínhamos na verdade é a tia dele hospitalizada após ser ferida com uma marreta", explicou Mônica.

A delegada afirmou que a mulher admitiu as agressões depois de ser confrontada pela polícia. O casal tem um filho e, segundo a Polícia Civil, vivia uma relação tumultuada.

"Ela contou depois que foi atraída para a casa com promessa de dinheiro e que fizeram uma arapuca para ela", explicou Mônica, que informou que a Maiara não tem defesa constituída.

Mais Cotidiano