Topo

Filho de Fernandinho Beira-Mar é preso sob suspeita de sequestrar cunhado

Fernandinho Beira-Mar durante julgamento, em 2015 - Fernando Souza - 2015/Agência O Dia/Agência O Dia/Estadão Conteúdo
Fernandinho Beira-Mar durante julgamento, em 2015 Imagem: Fernando Souza - 2015/Agência O Dia/Agência O Dia/Estadão Conteúdo

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio

14/06/2019 10h23Atualizada em 14/06/2019 10h50

A Polícia Civil do Rio prendeu na noite de ontem um dos filhos do traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar sob suspeita de sequestrar o cunhado. David Rodrigo Lira da Costa, 33, foi preso na entrada da Ilha do Governador, na zona norte do Rio.

Também foram detidos um policial militar da Unidade de Polícia Pacificadora do Jacerezinho e outros dois ex-PMs, que tinham sido expulsos da corporação. Segundo a polícia, o grupo exigia pagamento de R$ 150 mil para liberar a vítima, que é casada com a irmã de David. A quadrilha foi autuada em flagrante sob suspeita de extorsão mediante sequestro, formação de quadrilha armada e porte ilegal de arma.

De acordo com informações da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos, responsável pelas prisões, os homens foram localizados no acostamento da Avenida Brasil. O policial e os ex-PMs estavam do lado de fora do veículo, David e a vítima estavam no interior do carro.

Segundo o delegado, Marcus Amin, a intenção inicial de David era sequestrar a própria irmã. "No curso de uma investigação descobrimos o sequestro em andamento. O alvo de início era a irmã dele, mas não conseguiram sequestrá-la. O motivo foi extorsão. Pediam R$ 150 mil para liberar o cunhado."

Com o grupo, foram encontrados um simulacro de fuzil e uma pistola.

O filho de Fernandinho Beira-Mar já havia sido preso outras duas vezes. Em junho de 2008, David foi detido durante uma operação da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas na favela Parque Beira-Mar, reduto do pai, em Duque de Caxias.

Um ano antes, ele tinha sido preso pela Polícia Rodoviária Federal durante uma blitz na rodovia BR-040 (Rio-Juiz de Fora), no trecho de Duque de Caxias. Agentes da PRF deram ordem de parada ao veículo de David, que não obedeceu. O grupo estava com munição de uso exclusivo das Forças Armadas.

David é filho da primeira mulher de Beira-Mar, Elizete da Silva Lira. Ela chegou a ser presa em 2001 na Colômbia. Um ano antes, Lira havia sido condenada pela Justiça brasileira por associação ao tráfico de drogas.

Além dela, a segunda mulher do traficante, Jacqueline da Costa; a sogra, Edite de Moraes; a irmã do traficante, Alessandra da Costa, além de outros dois filhos de Beira-Mar também já foram presos.

O traficante foi preso há quase duas décadas em um acampamento das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), na selva Amazônica. Ele, que chegou a ser um dos bandidos mais procurados da América Latina e conhecido no país vizinho como "Pablo Escobar brasileiro", foi condenado a mais de 200 anos de prisão por tráfico internacional de drogas, de armas, homicídios, entre outros crimes.

Beira-Mar cumpre pena na unidade federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. Passados 18 anos de sua prisão, o traficante planejava usar a internet para vender produtos com a sua marca: FBM.

Mais Cotidiano