Topo

Lancha em alta velocidade colide com outra em Bertioga (SP); veja o vídeo

Bruna Alves

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/07/2019 18h00

Uma lancha que navegava em alta velocidade colidiu com outra embarcação que estava parada no canal de Bertioga, litoral de São Paulo, no último sábado (20). Apesar do impacto, os tripulantes tiveram apenas ferimentos leves. A Marinha do Brasil apura as circunstâncias do acidente.

Câmeras de segurança da lancha Bella Vida, ancorada no local, registraram o momento em que a outra embarcação se aproximou rapidamente, com o farol intenso ligado, e bateu na proa (parte frontal). Com o impacto, é possível ver na filmagem o ajudante de marinheiro que estava na cozinha sendo arremessado contra a parede e batendo em um micro-ondas. Em seguida, o rapaz se levanta e se junta aos demais tripulantes para ver o que tinha acontecido.

Na imagem da câmera exterior da lancha ainda é possível ver o marinheiro acenando para a outra embarcação, tentando avisá-los sobre o possível acidente.

"A gente estava encerrando um churrasco quando eu fui para a cabine de proa descansar um pouco antes de voltar, e no que eu estou deitado eu ouvi meu marinheiro gritar: 'vai bater, vai bater. Cuidado'. E veio essa lancha e bateu na minha que estava ancorada", diz o advogado Sérgio Tarcha, proprietário da embarcação.

No momento da colisão, Tarcha estava com os dois filhos, um casal de amigos e dois marinheiros a bordo. O advogado disse ainda que, com o choque da batida, ele chegou a ser arremessado a um metro e meio da porta e pensou que iriam afundar. "Eu imaginei com os meus botões que naquele impacto (iríamos afundar) e a primeira coisa que eu fui ver era se meus filhos estavam bem", afirma o advogado.

Um buraco se abriu na proa da lancha Bella Vida após a colisão - Arquivo pessoal
Um buraco se abriu na proa da lancha Bella Vida após a colisão
Imagem: Arquivo pessoal

A embarcação que atingiu a Bella Vida era a Beatrice II, comandada por um casal que estava a bordo. Segundo o advogado, o condutor da lancha Beatrice II chegou a machucar o queixo no momento da batida e sua esposa estava muito abalada pelo acidente. O UOL não conseguiu contato com os proprietários dessa lancha.

Com o impacto, ambos os barcos ficaram danificados. No entanto, eles continuaram em condições de navegar e seguiram para as respectivas marinas, também no litoral de São Paulo

Procurada pelo UOL, a Capitania dos Portos de Santos disse que assim que foi avisada sobre o acidente encaminhou para a marina uma equipe de peritos, para fazer a inspeção inicial nas embarcações.

As causas do acidente e as respectivas responsabilidades serão investigadas pela Capitania dos Portos. A autoridade marítima informou ainda que os proprietários retiraram suas lanchas do mar e prestarão esclarecimentos nessa semana sobre o ocorrido.

Lancha Beatrice II ficou danificada após bater em outra no canal de Bertioga - Arquivo pessoal
Lancha Beatrice II ficou danificada após bater em outra no canal de Bertioga
Imagem: Arquivo pessoal

Cotidiano