Topo

Terremoto de 5,8 é registrado na costa do Nordeste; não há risco de tsunami

O arquipélago Sao Pedro e São Paulo está localizado no oceano Atlântico, na parte mais oriental do Brasil - Marcus Leoni/Folhapress
O arquipélago Sao Pedro e São Paulo está localizado no oceano Atlântico, na parte mais oriental do Brasil Imagem: Marcus Leoni/Folhapress

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

05/08/2019 14h14Atualizada em 05/08/2019 15h41

Um terremoto de magnitude de 5,8 na escala Richter foi registrado às 22h40 de ontem (4) no oceano Atlântico, com epicentro a 163 quilômetros do arquipélago de São Pedro e São Paulo.

O conjunto de dez ilhotas fica localizado a 972 quilômetros de Natal (RN). Por ter ocorrido próximo ao Nordeste, a possibilidade de um tsunami atingir a região ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter de hoje. Entretanto, especialistas consultados pelo UOL descartaram o risco deste evento.

O epicentro do tremor ocorrido ontem está a 738 quilômetros da ilha de Fernando de Noronha, a 1.100 quilômetros do município de São Miguel do Gostoso (RN), a 1.111 quilômetros de Natal (RN) e a 1.295 quilômetros de Fortaleza (CE).

Segundo o LabSis (Laboratório Sismológico) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, esse tipo de terremoto não gera tsunami porque não houve movimento vertical das placas e a magnitude também não tem potencial.

"Houve movimento transcorrente, no qual as placas deslizaram gerando o terremoto. Esse tipo de evento não gera tsunami porque não houve movimento vertical do solo. Nesse caso, a possibilidade de uma onda gigante é zero", explica o geofísico Eduardo Menezes, do LabSis.

"Este tipo de movimento, mesmo no meio do oceano, não vai gerar tsunami. Além disso, não teve magnitude. Um tsunami requer um evento de magnitude maior que 6.5 e 7, o que não foi o caso", diz o coordenador do LabSis, Aderson Nascimento.

Os dois especialistas afirmam que é comum a ocorrência de terremotos na região entre os oceanos Atlântico Sul e Norte porque há "bordo do placa", que existe desde a formação do planeta.

Eles observam que pelo horário do evento, se tivesse gerado um tsunami, a onda gigante já teria atingido o Nordeste.

Medo de tsunami

O temor de um tsunami atingir o litoral do Nordeste fez o assunto ser um dos mais comentados no Twitter e outras redes sociais hoje. Apesar do medo, internautas criaram memes brincando com a história.

"Devido à falta de verbas, o evento tsunami no Nordeste foi cancelado", escreveu Mara Câimbra.

"Gringos: meu Deus, risco de tsunami, os brasileiros devem estar desesperados. Os brasileiros:", escreveu outro internauta mostrando imagens de memes.

Um terremoto de magnitude 6.0 registrado no dia 5 de maio de 2011, ocorrido na mesma região do tremor de ontem, criou boato de que Natal iria ser atingida por uma onda gigante. Centenas de banhistas saíram às pressas das praias do Rio Grande do Norte com medo.

Rachadura causada por terremoto nos EUA é vista do espaço

Band Notí­cias

Cotidiano