Topo

Rompimento de pilastras é a principal suspeita de queda de prédio no CE

Veja como foi o desabamento do prédio em Fortaleza

UOL Notícias

Carlos Madeiro

Colaboração para o UOL, em Maceió

15/10/2019 14h01

O presidente da Academia Cearense de Engenharia, Victor Frota Pinto, afirmou que a principal suspeita para o desabamento do prédio de sete andares em Fortaleza, na manhã de hoje, é o rompimento de pilastras que sustentavam o edifício.

"Os escombros estão uns em cima dos outros. Ele caiu inteiramente na vertical, e isso é um indicativo de problemas de estrutura de pilastra rompendo. Isso faz com que ele caia com essa natureza", disse o engenheiro, em entrevista à rádio Verdes Mares.

Segundo Pinto, imagens feitas por moradores antes da tragédia mostram que as pilastras do prédio tinham problemas estruturais.

"As fotografias que estão surgindo mostram exatamente as pilastras com as ferragens expostas. Presume-se que foi isso" diz.

Vídeo mostra colunas deterioradas em prédio que desabou em Fortaleza

UOL Notícias

O engenheiro comparou o problema com uma fratura em um ser humano. "É como fica, de repente, uma pessoa ao quebrar um osso de uma perna, ela cai. As pernas de uma edificação são as pilastras, as fundações; depois que vêm as vigas etc. Mas os pilares ficam com toda a carga e normalmente ficam justamente na área de estacionamento, no subsolo ou pilotis. É aí que mora o grande perigo de negligenciar a manutenção", explica.

O professor de engenharia civil Paulo Sergio Lazzarotto, ouvido pelo canal BandNews TV, também disse acreditar que as colunas de sustentação ruíram.
"O que conseguimos visualizar [nas imagens que mostram as colunas dos prédios], a princípio nesse momento, é que houve uma ruptura frágil dessa estrutura de concreto", declarou.

Também ouvido pela BandNews TV, um morador do prédio que se identificou como Paulo Rômulo declarou que as colunas estavam passando por reforma.

"O condomínio estava reformando uma fissura que estava aparecendo nas colunas e estava aparecendo os ferros. Eles passaram um produto. Vieram pedreiro e engenheiro. Eles descascaram umas seis [colunas], estava só no ferro. Aí não aguentou e a estrutura veio abaixo", disse Rômulo.

"A reforma começou essa semana. Reclamei, mas ninguém me deu ouvidos. A gente não é engenheiro. O rapaz lá do prédio que era engenheiro disse que estava errado. Ele fotografou [a reforma]", afirmou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Cotidiano