Topo

Adolescente embriagado causa acidente; mãe e filho de dois anos morrem

Acidente em Caxias do Sul - Mauro Teixeira/Portal Leouve
Acidente em Caxias do Sul Imagem: Mauro Teixeira/Portal Leouve

Hygino Vasconcellos

Colaboração para o UOL, de Porto Alegre (RS)

21/10/2019 21h17

Mãe e filho de dois anos morreram em um acidente de trânsito em Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, na madrugada de ontem. Conforme o delegado Caio Marcio Brisolla Fernandes, responsável pela investigação, o carro em que estavam foi atingido por outro veículo conduzido por um adolescente de 17 anos, que não tinha autorização para dirigir.

Além disso, um exame clínico de um perito legista atestou que ele estava embriagado. "Ele se negou a soprar o bafômetro e a fornecer sangue para análise, por isso, foi necessário o perito legista", explica o delegado.

A mãe da criança, Fernanda Xavier Sosso, 33 anos, morreu no local. Funcionários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) tentaram reanimar o filho dela, Otávio Xavier Ceconi, porém sem sucesso.

O carro em que estavam, um Gol, era conduzido pelo marido de Fernanda e pai da criança. Ele foi levado para o Hospital Pompeia e, segundo o delegado, está em estado grave. O outro filho de Fernanda, de 14 anos, também ficou ferido e foi hospitalizado, mas já recebeu alta. A intenção da polícia é ouvi-lo após a recuperação. "Ele está muito abalado, vamos respeitar esse momento e ver se, futuramente, ele terá condições de falar o que viu", salienta o delegado.

Avançou o sinal vermelho, diz testemunha

Inicialmente, o adolescente relatou que cruzou o semáforo no sinal amarelo. Entretanto, uma pessoa que passava pelo local e foi localizada pelos investigadores afirmou que o carro conduzido pelo adolescente, um Ford Ka, avançou o sinal vermelho.

"A testemunha relatou que o sinal estava vermelho havia um tempo. O veículo conduzido por essa testemunha vinha no sentido oposto ao do adolescente", observa o delegado.

Os investigadores obtiveram imagens de câmeras de segurança que comprovam que o Ford Ka estava em alta velocidade, o que deve ser constatado também por uma perícia. "As imagens mostram com clareza o momento da colisão e mostram que o veículo Ka era conduzido em velocidade elevada e desproporcional."

Para a polícia, o adolescente disse que pegou o carro emprestado, sem conhecimento dos pais. Após o depoimento, ele foi levado para Centro de Atendimento Sócio Educativo de Caxias do Sul, onde vai cumprir a internação provisória. Ainda segundo o delegado, o adolescente vai responder pelos atos infracionais de dirigir sem habilitação e por ter assumido o risco de matar. Na manhã de hoje, mãe e filho foram sepultados no Cemitério dos Santos Anjos.

Cotidiano