Topo

Radialista é acusado de racismo após chamar cabelo de Marielle de horroroso

Marielle Franco - Márcia Foletto/Agência O Globo
Marielle Franco Imagem: Márcia Foletto/Agência O Globo

Patrick Mesquita

Do UOL, em São Paulo

07/11/2019 16h24

Uma polêmica marcou a edição de hoje do programa Bom Dia, da Rádio Guaíba, do Rio Grande do Sul. O apresentador Rogério Mendelski fez críticas ao cabelo da vereadora Marielle Franco (PSOL), morta em março de 2018, e foi acusado de racismo nas redes sociais.

Durante a atração, o jornalista disse que tem visto muitas pessoas com o mesmo penteado de Marielle e definiu o estilo como "horroroso" e "feio".

"Agora virou até moda o cabelo da Marielle. O que eu tenho visto de pessoas com o cabelo, aquele cabelo horroroso, feio, é um coque na cabeça", disse.

Pouco tempo depois, o apresentador passou a ser acusado de racismo no Twitter. Muitas pessoas foram ao perfil de Mendelski na rede para criticar a atitude. Em contato com a reportagem do UOL, o gerente geral da rádio, Nando Gross, disse que a emissora repudia os comentários.

"De forma alguma compactuamos com isso e repudiamos. A Guaíba tem uma tradição de pluralidade e somos até criticados por isso", disse Gross. "Ele foi chamado, está sendo conversado."

Pouco tempo depois, a direção da rádio enviou uma nota à reportagem pedindo desculpas à família de Marielle e dizendo que não aceita manifestações de conteúdo racista, homofóbico e de xenofobia. A Guaíba não revelou se houve ou não algum tipo de punição ao jornalista.

"A Rádio Guaíba preza a pluralidade de ideias entre seus comentaristas e apresentadores, mas não aceita de forma alguma manifestações de conteúdo racista, homofóbico de xenofobia ou qualquer outra forma de discriminação", afirmou.

Nas redes sociais, a rádio foi alvo de críticas de muitos ouvintes.

A deputada estadual Luciana Genro (PSOL-RS), que esteve na rádio horas depois para participar de outro programa, criticou a atitude e disse que pediu ao partido para que manifeste repúdio aos comentários de Mendelski.

"Encaminharei ao PSOL proposta de que o partido se manifeste junto à Rádio Guaíba em repúdio a essa fala do jornalista Rogério Mendelski. No mês da consciência negra ele faz um comentário racista e que mostra sua profunda ignorância a respeito da cultura negra. Inaceitável!", postou Genro no Twitter.

Veja a nota divulgada pela Guaíba:

"Sobre o comentário do apresentador Rogério Mendelski hoje pela manhã no programa Bom Dia, quando fez considerações sobre a vereadora Marielle Franco, esclarecemos que repudiamos todo e qualquer tipo de comentário preconceituoso. Pedimos desculpas à família de Marielle e a toda a comunidade atingida pelo fato. Nos seus princípios, que estão expostos no site oficial da emissora, a Guaíba deixa bem claro isto aos seus ouvintes e colaboradores. - A Rádio Guaíba repudia toda e qualquer forma de preconceito e discriminação. - A Rádio Guaíba preza a pluralidade de ideias entre seus comentaristas e apresentadores, mas não aceita de forma alguma manifestações de conteúdo racista, homofóbico de xenofobia ou qualquer outra forma de discriminação. - A opinião dos comentaristas e apresentadores não representa a opinião da empresa. Esta será apresentada em editoriais quando necessário.'

Cotidiano