Topo

Corpo de mulher é achado seminu fora de cova; polícia investiga necrofilia

Cemitério Rincão da Madalena, em Gravataí (RS) - Reprodução/Google Street View
Cemitério Rincão da Madalena, em Gravataí (RS) Imagem: Reprodução/Google Street View

Carlos Madeiro

Colaboração para o UOL, em Maceió

12/11/2019 14h17Atualizada em 12/11/2019 18h38

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul está investigando a retirada de um corpo do cemitério em Gravataí, na Grande Porto Alegre, enterrado no último domingo (10). Na manhã de ontem, o corpo de uma mulher de 49 anos foi achado em uma clareira a cerca de 30 metros de distância de onde foi enterrada.

O caso chamou a atenção dos investigadores porque o corpo foi encontrado seminu - a saia que ela vestiu foi arrancada. A principal linha de investigação é de necrofilia.

Segundo a polícia, a informação de que o corpo havia sido violado foi dada a um familiar. Ao chegar no local, um irmão teria achado o caixão aberto e acionou a outra irmã. Foram os familiares que localizaram o corpo em um terreno ao lado.

De acordo a imprensa local, a mulher morreu vítima de esclerose sistêmica no mesmo dia em que foi enterrada.

Ninguém foi detido até o momento. A prefeitura informou que acionou a empresa responsável pela administração do cemitério para que reforce a segurança no local.

A reportagem do UOL não localizou nenhum familiar da mulher que teve o corpo violado.

Cotidiano