Topo

Modelo é presa pela segunda vez após descoberta de fotos com armas

Gabriela Sara Vasconcelos Assunção, de 19 anos, foi presa em Anápolis - Divulgação/Polícia Civil de Goiás
Gabriela Sara Vasconcelos Assunção, de 19 anos, foi presa em Anápolis Imagem: Divulgação/Polícia Civil de Goiás

Do UOL, em São Paulo

20/11/2019 14h00

Uma jovem de 19 anos foi presa em Anápolis (GO), pouco mais de um mês após ser flagrada com armas em Bebedouro, no interior de São Paulo, ao lado do namorado. A Justiça emitiu um mandado ao analisar um telefone de Gabriela Sara Vasconcelos Assunção que continha imagens dela posando com armas.

As autoridades de Bebedouro entraram em contato com as de Anápolis e, de acordo com o delegado, Pedro Caires, ela foi presa na casa da mãe, quando se preparava para ir ao casamento da irmã na cidade.

Gabriela havia sido presa em flagrante com seu namorado Tiago Vieira da Silva, na cidade de Bebedouro, em outubro. Eles foram flagrados com dez pistolas calibre 9mm (com 484 munições) e um fuzil calibre 223 (com 199 munições), quando o carro do casal estava sendo guinchado por problemas mecânicos. O policial que os ajudava desconfiou de cheiro de maconha e vistoriou o veículo, encontrando um fundo falso com os armamentos.

Divulgação/Polícia Civil de Goiás
Imagem: Divulgação/Polícia Civil de Goiás

Na última semana, "o delegado de Bebedouro entrou em contato e disse que havia notícias de ela estava na nossa região. Minha equipe de inteligência fez um levantamento prévio desde o dia 8 e no dia 16 conseguimos encontrá-la na casa da mãe", afirmou Caires, ao UOL.

A investigada havia sido liberada na audiência de custódia em Bebedouro. No entanto, a polícia apresentou provas de que ela tinha ciência do transporte do armamento e integrava, ao lado do namorado, uma organização criminosa paulista, conseguindo assim o mandado de prisão preventiva no começo do mês.

As imagens no celular foram determinantes para isso, com poses com diversas armas. Além disso, a dupla era conhecida pela Polícia Civil de Tucuruí (PA), acusados de prestarem serviços para uma facção criminosa - o homem era procurado pelo sistema penitenciário paraense.

Segundo a EPTV, no depoimento de Thiago revelou-se que ele receberia R$ 15 mil para entregar armas em Belém (PA) e o advogado de Gabriela pedirá que ela cumpra prisão domiciliar, por ser mãe.

Conteúdo da apreensão da polícia em outubro, em Bebedouro - Divulgação/Polícia Civil
Conteúdo da apreensão da polícia em outubro, em Bebedouro
Imagem: Divulgação/Polícia Civil

Ouça o podcast Ficha Criminal (https://noticias.uol.com.br/podcast/ficha-criminal/), com as histórias dos criminosos que marcaram época no Brasil.

Este e outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Cotidiano