PUBLICIDADE
Topo

Menina pede material escolar em carta de Natal e mobiliza voluntários em SP

Menina pede material escolar em carta de Natal  - Arquivo pessoal
Menina pede material escolar em carta de Natal Imagem: Arquivo pessoal

Stella Borges

Do UOL, em São Paulo

13/12/2019 11h13

Cadernos, lápis de cor, canetas, colantes e marca textos. Estes foram os presentes que uma menina de 11 anos pediu de Natal, em uma cartinha destinada ao Papai Noel. A lista foi parar nas mãos de um grupo de voluntários de São Vicente, cidade do litoral paulista, que agora se mobiliza para comprar os objetos.

A criança e sua irmã, de 10 anos, estavam em um shopping da cidade e queriam entregar as cartinhas pessoalmente para o bom velhinho, mas precisavam ir embora e a fila estava grande. Elas então pediram que a atendente Mariana Barreiro de Falchi, de 20 anos, que trabalha num café que fica no centro comercial, entregasse as listas para o Papai Noel.

Mariana guardou as cartinhas no avental ainda durante o expediente e acabou se esquecendo de fazer a entrega pedida pelas crianças. Ao chegar em casa, explicou a situação para a mãe, a vendedora Lucimara Helena Barreiro de Falchi, de 42 anos.

"Fiquei muito emocionada ao ler as cartinhas. Falei para a minha filha que aquilo era Deus agindo, acho que era para chegar em nós. No shopping ninguém iria ler, o certo seria elas levarem para o Correio, mas acho que se confundiram", disse Lucimara ao UOL.

Além do material escolar, as crianças pediram roupas, calçados, brinquedos e até mesmo doces na carta. A menina de 10 anos também pediu uma festa de aniversário neon.

Grupo de voluntários está arrecadando material escolar para as crianças - Arquivo pessoal
Grupo de voluntários está arrecadando material escolar para as crianças
Imagem: Arquivo pessoal

A família deu início a um mutirão para ajudar a realizar os desejos das crianças. Lucimara fez uma postagem em um grupo nas redes sociais para angariar ajuda e diversas pessoas abraçaram a causa. Vários dos objetos pedidos pelas meninas já foram arrecadados — até mesmo o material para a festa neon.

Neste domingo (15), o grupo pretende visitar a casa das meninas que, segundo Lucimara, fica numa área carente da cidade, e agendar o dia em que os presentes serão entregues. "Vamos até lá inventar que somos da equipe do Papai Noel, conversar com a mãe, e ver se tem mais crianças na casa que necessitam de algo". Os presentes serão entregues por alguém fantasiado de Papai Noel.

Cotidiano