PUBLICIDADE
Topo

Chuva forte alaga ruas e fecha avenida São João em São Paulo

Cleber Souza*

Do UOL, em São Paulo

16/01/2020 17h05Atualizada em 16/01/2020 19h13

Resumo da notícia

  • Chuva no meio da tarde deixou toda a capital paulista em estado de atenção
  • Alagamentos e quedas de árvore foram registrados pela cidade nesta quinta

A chuva que atingiu São Paulo na tarde desta quinta-feira deixou ruas alagadas. Causou transbordamento de córregos e quedas de árvores.

Na região central, carros estavam boiando na rua Frederico Steidel, uma travessa da avenida São João, que também chegou a ficar intransitável. As vias ficam nas proximidades do Elevado João Goulart, conhecido como Minhocão, que chegou a ter pontos de alagamento.

A avenida São João, no centro de São Paulo, chegou a ficar intransitável por conta de alagamento na tarde desta quinta - Cleber Souza/UOL
A avenida São João, no centro de São Paulo, chegou a ficar intransitável por conta de alagamento na tarde desta quinta
Imagem: Cleber Souza/UOL

Segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), órgão da Prefeitura de São Paulo, toda a capital paulista ficou em estado de atenção para alagamentos pouco antes das 16h. Por volta das 17h30, a atenção ficou restrita às zonas norte, leste e central. O estado de atenção foi encerrado em toda a cidade às 18h20.

Às 17h, a cidade tinha ao menos 17 pontos de alagamento, segundo o CGE. No mesmo horário, o Corpo de Bombeiros chegou a registrar a queda de ao menos 18 quedas de árvores.

Nuvem de chuva toma conta das zonas oeste e sul de SP por volta das 15h50 desta quinta-feira (16) - Marcelo Oliveira/UOL
Nuvem de chuva toma conta das zonas oeste e sul de SP por volta das 15h50 desta quinta-feira (16)
Imagem: Marcelo Oliveira/UOL

A Defesa Civil emitiu alertas de chuva intensa na capital e na Grande São Paulo entre 15h46 e 16h27. O primeiro alerta foi emitido para as zonas oeste e norte da Capital, depois zona sul, região oeste da Grande São Paulo e Guarulhos.

Pontos de alagamento também foram registrados nas avenidas Água Fria e Ataliba Leonel, na zona norte de São Paulo. Na mesma região, o CGE alertou para a possibilidade de transbordamento dos córregos Paciência e Tremembé.

Carros ficaram no meio da rua Frederico Steidel após a chuva que atingiu a capital paulista nesta quinta - Cleber Souza/UOL
Carros ficaram no meio da rua Frederico Steidel após a chuva que atingiu a capital paulista nesta quinta
Imagem: Cleber Souza/UOL

Após o nível da água baixar, homens tentavam ajudar uma moça a retirar seu carro que foi arrastado pela chuva na rua Frederico Steidel.

A água também invadiu comércios na rua Ana Cintra, no centro. Silma Silva teve sua loja de bolo inaugurada há quatro meses e sofreu com a chuva de hoje. "Nunca fazem nada para impedir esse 'piscinão'. Pagamos impostos caros para isso?", disse.

Pedestres tiveram que se abrigar no Bar do Raimundo, na mesma rua. Raimundo Maia, proprietário do bar, disse que as portas do seu estabelecimento foram arrancadas pela chuva. Ele se diz revoltado com o prejuízo. "Sempre sofro com isso aqui. As pessoas correram pra me ajudar e se abrigaram no meu bar. Com o impacto forte da chuva, tive minhas duas portas arrebentadas", disse Raimundo.

A aproximação de uma frente fria seria a causa da chuva forte e generalizada que atingiu a cidade, de acordo com o CGE.

Confira relatos nas redes sociais sobre a chuva que atingiu São Paulo:

*Colaboraram Nathan Lopes e Marcelo Oliveira, do UOL, em São Paulo

Cotidiano