PUBLICIDADE
Topo

Chuvas em MG matam 37 pessoas; 17 mil estão sem casa, diz Defesa Civil

Nathan Lopes

Do UOL, em São Paulo

26/01/2020 10h19Atualizada em 26/01/2020 14h27

Resumo da notícia

  • 37 mortes relacionadas às chuvas foram confirmadas pela Defesa Civil
  • Outras 25 pessoas estão desaparecidas; 17 mil estão fora de suas casas
  • Para o órgão, 58 municípios foram afetados pelas chuvas

As chuvas que atingem Minas Gerais nos últimos dias causaram a morte de ao menos 37 pessoas, segundo boletim divulgado nesta manhã pela Defesa Civil do estado. À tarde, o órgão informou que 21 pessoas estão desaparecidas.

Pouco antes, o órgão chegou a divulgar que o número de mortes havia chegado a 38, mas atualizou a contagem em uma nova versão minutos depois.

Foi retirada uma morte na cidade de Carangola, cidade a cerca de 300 quilômetros de Belo Horizonte. Segundo a Defesa Civil, ainda seria preciso confirmar se o óbito está ligado às chuvas. Um novo boletim deverá ser divulgado no final da tarde.

No total, 58 municípios foram afetados, de acordo com o órgão. O número citado pela Defesa Civil é o maior do que de cidades declaradas em situação de emergência pelo governo mineiro neste domingo: 47.

A Defesa Civil também informou que mais de 17 mil pessoas tiveram de deixar suas casas:

  • 13.687 estão desalojadas --pessoas que foram obrigadas a abandonar temporária ou definitivamente suas habitações e outras
  • 3.354 estão desabrigadas --pessoas que tiveram suas habitações afetadas por dano ou ameaça de dano e que necessitam.

As mortes em Minas Gerais foram registradas nas cidades de:

  • Alto Caparaó: 3 mortes
  • Alto Jequitibá: 3 mortes
  • Belo Horizonte: 8 mortes
  • Betim: 6 mortes
  • Contagem: 1 morte
  • Divino: 1 morte
  • Ibirité: 5 mortes
  • Luis Burgo: 2 mortes
  • Manhuaçu: 1 morte
  • Pedra Bonita: 2 mortes
  • Santa Margarida: 1 morte
  • Simonésia: 3 mortes
  • Tocantins: 1 morte

Os desaparecidos estão nas cidades de:

  • Alto Caparaó: 3
  • Belo Horizonte: 1
  • Carangola: 1
  • Conselheiro Lafaiete: 1
  • Espera Feliz: 8
  • Luisburgo: 3
  • Manhuaçu: 3
  • Pedra Bonita: 1

Emergência

Em decreto publicado hoje em edição extra do Diário Oficial do estado, o governo de Minas Gerais declarou situação de emergência em 47 municípios. Também foi determinado luto de três dias pelas vítimas.

Ao declarar emergência no estado, o governo considerou que, desde a última sexta (24), a quantidade de chuva causou "múltiplos desastres —inundações, movimentos de massa, enxurradas e alagamentos— e provocaram grande comoção social, visto que houve perdas de vidas, pessoas desalojadas e desabrigadas, comunidades inteiras ilhadas, entre outros danos e prejuízos".

"Como consequência desses desastres, resultaram os danos humanos e materiais e os prejuízos econômicos públicos", traz o decreto.

A lista de cidades em situação de emergência do governo não engloba 12 que estão no levantamento da Defesa Civil:

  • Belo Vale
  • Cipotânea
  • Conselheiro Lafaeite
  • Diogo de Vasconcelos
  • Entre Rios de Minas
  • Jeceabá
  • Lamim
  • Moeda
  • Ouro Branco
  • Rio Piracicaba
  • Senhora de Oliveira
  • Tombos

A cidade de Cataguases, que consta na lista de emergência do governo, não está na relação da Defesa Civil.

Fluxo de chuva diminuiu em Minas Gerais no sábado

Band Notí­cias

Cotidiano