PUBLICIDADE
Topo

Navio de médio porte naufraga no AP e deixa mortos, feridos e desaparecidos

Navio Anna Karoline III, que naufragou no sul do Amapá - Reprodução
Navio Anna Karoline III, que naufragou no sul do Amapá Imagem: Reprodução

Luís Adorno

Do UOL, em São Paulo

29/02/2020 10h49

Resumo da notícia

  • Navio seguia de Santana (AP) para Santarém (PA) e afundou no rio Jari
  • Forte chuva fez com que embarcação tombasse no sul no Amapá
  • Ao menos duas mulheres morreram; bombeiros fazem buscas

Um navio de médio porte que ia de Santana (AP) a Santarém (PA) naufragou na manhã de hoje no rio Jari, no sul do Amapá, e deixou mortos, feridos e desaparecidos. De acordo com a Corpo de Bombeiros do Amapá, até o momento foram encontrados os corpos de duas mulheres.

A suspeita dos bombeiros é de que havia pelo menos 60 pessoas a bordo, entre tripulantes e passageiros. A informação ainda não foi confirmada pelo governo do estado. A corporação diz que há sobreviventes.

Os bombeiros e integrantes da Capitania dos Portos trabalham para tentar localizar as vitimas. Um helicóptero, um avião e outras embarcações foram encaminhados à região para ajudar no resgate.

Tempestade

O navio Anna Karoline III saiu do porto de Santana por volta das 18h de sexta-feira (28). Às 5h deste sábado, o comandante da embarcação acionou o pedido de socorro numa região próxima à Ilha de Aruãs e à Reserva Extrativista Rio Cajari.

O navio naufragou perto de Laranjal do Jari, a 265 quilômetros de onde partiu. Segundo as primeiras informações, uma tempestade fez com que a embarcação tombasse.

Em nota, o governo do Amapá informou que auxilia a Capitania dos Portos no resgate às vítimas do naufrágio. "O Grupo Tático Aerotransportado (GTA) auxilia no socorro, com duas aeronaves —helicóptero e avião Cessna— e dois médicos e um enfermeiro do Corpo de Bombeiros, que se deslocam para a região. Uma base será montada para o auxílio às vítimas", afirmou o governo estadual.

Errata: o texto foi atualizado
Uma versão anterior deste texto informava incorretamente que o barco saiu do porto de Santana, em Macapá. Na verdade, saiu do porto do município de Santana. Também dizia que Santarém fica no Amapá. Na verdade, fica no Pará. As informações foram corrigidas.

Cotidiano