PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
5 meses
Em 12 horas, Guarujá e Santos registram a chuva esperada para março

Nathan Lopes

Do UOL, em São Paulo

03/03/2020 09h18Atualizada em 03/03/2020 14h13

Resumo da notícia

  • Em 12 h, Guarujá acumulou 282 mm de chuva; média para o mês é de 263,4 mm
  • Meteorologista da Defesa Civil diz que mês deve ser o mais chuvoso para a região

Entre ontem e hoje, as cidades de Santos e Guarujá (no litoral paulista) registraram, em 12 horas, a quantidade de chuva esperada para o mês de março, segundo a Defesa Civil de São Paulo.

E a previsão é de que as intempéries irão continuar ao longo da semana, mas em menor intensidade. Até as 13h55, ao menos 13 mortes haviam sido confirmadas em decorrência da chuva na Baixada Santista. Guarujá é a cidade mais atingida.

Entre as 18h de ontem e as 6h de hoje, Guarujá acumulou 282 milímetros, de acordo com dados do CEMADEN (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais). Segundo a Defesa Civil, com base em informações do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), a média climatológica da cidade para todo o mês de março é de 263,4 milímetros.

Um milímetro representa um litro de água em um metro quadrado. A média climatológica representa um compilado de dados dos últimos 70 anos.

Fevereiro já registrou chuva acima da média em Guarujá. No mês passado, o acumulado foi de 592,9 milímetros. A média para o período é de 201,9 milímetros.

Em janeiro, porém, a chuva ficou abaixo da média com acumulado de 168,7 milímetros, contra um histórico de 200 milímetros.

Chuvas em Santos

Em Santos, foram 218 milímetros de chuva em um período de 12 horas entre ontem e hoje. A média para março é de 253,3.

A cidade também teve chuva acima da média em fevereiro, com acumulado de 492,2 milímetros. O esperado para o mês passado era de 203,2.

Previsão de mais chuva

Segundo a Defesa Civil, a previsão é que chova entre 60 e 70 mm nas próximas 24 horas.

Para os próximos dias, há previsão de chuva. Nesta terça, a chuva deve ter intensidade de moderada a forte em todo o litoral paulista.

"Até sexta, mesmo a chuva sendo mais fraca que as últimas horas, é bom ficar em atenção, porque o solo ainda está muito úmido", pontua William Minhoto, meteorologista da Defesa Civil de São Paulo, que faz uma ressalva.

"Este mês ainda tende a ser o mais chuvoso para a região. Tão extremo como essa chuva, não falaria que vai ser, mas a gente pode ter eventos com períodos mais chuvosos, principalmente na segunda quinzena de março", diz Minhoto.

Cotidiano