PUBLICIDADE
Topo

Falso médico que vendia suposta fórmula contra o coronavírus é preso em SP

Divulgação/Polícia Civil
Imagem: Divulgação/Polícia Civil

Simone Machado

Colaboração para o UOL, em São José do Rio Preto

19/03/2020 12h29

Um farmacêutico que se passava falsamente por médico e oferecia a venda de um suposto remédio contra o coronavírus foi preso em flagrante na tarde de ontem pela polícia de Presidente Prudente, interior de São Paulo.

De acordo com a Polícia Civil, os investigadores receberam uma denúncia de que um homem estaria se aproveitando da pandemia e anunciava uma fórmula que dizia ser 'milagrosa' contra a covid-19 na internet.

O homem, que não teve a identidade divulgada, aparecia em vídeos vestindo jaleco e se apresentava como especialista titulado em faculdade de medicina, na tentativa de induzir as pessoas a acreditarem que ele era médico.

As investigações levaram à identificação do suspeito e, com um mandado de busca domiciliar, policiais foram até a propriedade rural dele, em Álvares Machado.

No local, os policiais constataram que o homem que se passava por médico era na verdade um farmacêutico, com especialização em química e com mestrado e doutorado.

No imóvel, foram encontrados e apreendidos um mural com as fórmulas anotadas e diversos frascos, etiquetas e embalagens do suposto remédio.

Ainda segundo a polícia, o homem responderá pelos crimes de falsificação, corrupção e adulteração ou alteração de produto destinado a fins terapêuticos e medicinais.

Divulgação nas redes sociais

Nos vídeos que eram divulgados no Facebook e no Instagram, o falso médico falava sobre o produto e sua suposta eficácia contra o vírus.

De acordo com a polícia, ele iniciava o vídeo com a frase: "Divulgue e ajude a salvar vidas!" e seguia com o discurso: "Como se proteger contra o corona e fortalecer a imunidade, fórmula anticoronavírus parowoffcoron".

A suposta medicação era comercializada com o nome de "ParowOff Coron" e vinha em frascos contendo 30, 60 ou 90 cápsulas, que custavam entre R$ 20 e R$ 55.

Coronavírus