PUBLICIDADE
Topo

Crivella negocia e aviões da FAB podem buscar novos respiradores na China

Prefeito Marcelo Crivella no jardim do Palácio da Cidade, sede da Prefeitura do Rio - Divulgação
Prefeito Marcelo Crivella no jardim do Palácio da Cidade, sede da Prefeitura do Rio Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

31/03/2020 16h11

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, afirmou, na tarde de hoje, estar negociando com as Forças Armadas para que aviões da FAB (Força Aérea Brasileira) busquem respiradores mecânicos na China e antecipem a entrega dos 806 equipamentos adquiridos pelo município. Ele também anunciou outras medidas de combate ao coronavírus, como o uso de R$ 2,5 milhões na aquisição de camas para o hospital de campanha no Riocentro.

"Nós precisaremos de uns quatro ou cinco aviões de campanha, porque temos na China mais de 150 toneladas de material comprado pela Prefeitura para trazer. Eles nos pediram quais são os aeroportos e nós já informamos. Estamos apenas aguardando a decisão. São US$ 300 milhões em equipamentos", declarou o prefeito em entrevista coletiva.

A entrega dos equipamentos estava prevista para chegar em etapas, entre abril e maio. Além disso, o prefeito também acertou a compra de 40 mil máscaras de proteção para profissionais de saúde.


O prefeito afirmou que ainda hoje deverá regulamentar o Fundo Especial de Combate ao Coronavírus, aprovado pela Câmara de Vereadores para receber doações destinadas a enfrentar a covid-19: "Espero já esta semana divulgar um fundo para que todas as empresas e pessoas que queiram contribuir com o Rio de Janeiro na luta contra o coronavírus possam fazer seus depósitos. Qualquer depósito é bem-vindo, não tem valor mínimo, não tem valor máximo", esclareceu.

Hoteis para idosos

Crivella afirmou que idosos que vivem em comunidades, onde correm risco maior de contaminação pelo coronavírus, podem buscar vagas em hotéis — a Prefeitura disponibilizou mil vagas, com direito a alimentação e auxílio de médicos.

Coronavírus