PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
3 meses
Detran libera funcionamento de autoescolas no estado do Rio de Janeiro

Os postos orientam os solicitantes a irem sozinhos aos locais, sem acompanhantes, a fim de evitar aglomerações -
Os postos orientam os solicitantes a irem sozinhos aos locais, sem acompanhantes, a fim de evitar aglomerações

Do UOL, em São Paulo

22/06/2020 09h55Atualizada em 22/06/2020 11h25

O Detran RJ (Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro) liberou as autoescolas a retomarem o funcionamento na próxima quarta-feira (24) em todo o estado. Com a medida, a estimativa é de que 69 mil pessoas sejam atendidas nas 817 escolas com cadastro ativo no estado.

A medida é válida para as aulas teóricas e práticas e foi decidida em reunião conjunta com os representantes das CFCs (Centros de Formação de Condutores).

Apesar da reabertura, as escolas de direção precisarão seguir algumas medidas de higiene para o combate ao novo coronavírus. Caso as medidas não sejam cumpridas, as empresas poderão ser responsabilizadas.

Entre as regras estão a redução de 50% da capacidade de alunos dentro das salas de aulas e a proibição de os alunos verem mais de uma aula teórica por dia.

O uso de máscaras também está entre as obrigatoriedades, assim como o distanciamento entre pessoas de, ao menos, 1,5 metros dentro da escola e limpeza adequada dos veículos de instrução — estes devem ser limpos antes e depois das aulas de direção.

O Detran ainda relembrou que o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) postergou, em seis meses, o prazo de vencimento da CHN para não afetar os condutores durante a pandemia. Ainda não há data para a realização dos exames.

Retirada de CNHs

A partir do hoje, os postos de retirada de CNH (Carteira Nacional de Habilitação) no Rio poderão retomar suas atividades com a entrega de documentos enviados até 16 de março deste ano — antes de o governo estadual decretar a quarentena. Para a retirada não é necessário o agendamento.

Os postos orientam os solicitantes a irem sozinhos aos locais, sem acompanhantes, a fim de evitar aglomerações.

Cotidiano