PUBLICIDADE
Topo

RJ: Witzel anuncia novo secretário de saúde após Ferry pedir demissão

Fernando Ferry assumiu cargo no dia 18 de maio - Reprodução/TV Globo
Fernando Ferry assumiu cargo no dia 18 de maio Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

22/06/2020 07h05Atualizada em 22/06/2020 09h11

O Governo do Rio de Janeiro anunciou hoje o coronel médico do Corpo de Bombeiros Alex Bousquet como novo secretário de Estado de Saúde. Ele substituirá Fernando Ferry, que pediu exoneração depois de pouco mais de um mês no cargo.

Bousquet será o terceiro secretário de saúde do governo Wilson Witzel (PSC) em meio à pandemia do novo coronavírus. Em maio, Fernando Ferry assumiu no lugar de Edmar Santos, demitido com a justificativa de "falhas na gestão de infraestrutura dos hospitais de campanha para atender as vítimas da covid-19".

Em vídeo que foi veiculado pela TV Globo, Ferry não entrou em detalhes sobre os motivos de sua saída, apenas disse que tentou "resolver os graves problemas" enfrentados em meio à pandemia.

"Hoje estou pedindo a exoneração do meu cargo de secretário de saúde do Rio de Janeiro. Eu queria agradecer ao governador por ter me dado essa oportunidade, de tentar resolver esses graves problemas que estamos vivendo na saúde. Só queria dizer mais uma coisa: peço desculpa à população. Mas a única coisa que tenho que falar é que eu tentei. Obrigada e espero que vocês me desculpem", disse.

Ferry assumiu o cargo tendo como credenciais ampla experiência no tratamento de AIDS e como diretor do Hospital Universitário Gafrreé e Guinle. Ele ainda foi professor de Histologia e Embriologia na Universidade Gama Filho, na Universidade de Barra Mansa e na UFRJ.

Já o novo secretário, Alex Bousquet, é graduado pela Uerj e atua há 20 anos nos Bombeiros, sendo especialista em terapia intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB). Foi diretor do Iaserj (Instituto de Assistência aos Servidores do Estado do Rio de Janeiro) e trabalhou como médico de resgate para a Petrobras entre 2008 e 2012, na Bacia de Santos. Tem pós-graduação em Gestão Operacional nas Organizações de Saúde pela Fundação Ceperj e MBA Executivo em Saúde pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).Segundo boletim divulgado ontem pela secretaria, o Rio de Janeiro

tem 8.875 óbitos pelo novo coronavírus no estado. Desde o início da pandemia, foram 96.133 casos confirmados de covid-19, com 596 diagnósticos nas últimas 24 horas.

Coronavírus