PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

RJ: Cidade de Deus tem 28% de infectados entre testados contra covid

Vista geral da favela da Rocinha, uma das comunidades incluídas na pesquisa, durante a crise do coronavírus - Sergio Moraes/Reuters
Vista geral da favela da Rocinha, uma das comunidades incluídas na pesquisa, durante a crise do coronavírus Imagem: Sergio Moraes/Reuters

Do UOL, em São Paulo

22/06/2020 18h54

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos-RJ), divulgou hoje o resultado da primeira etapa de pesquisa que tem como objetivo identificar incidência e letalidade da covid-19 em comunidades cariocas.

Segundo a prefeitura, o trabalho analisou 3.210 coletas de testes rápidos feitos em moradores de seis regiões: Rocinha, Maré, Cidade de Deus, Rio das Pedras, Realengo e Campo Grande.

O resultado da primeira etapa da pesquisa mostrou o percentual de infectados, de pessoas sintomáticas e assintomáticas, permite comparação entre as regiões, além de detalhar sintomas, letalidade e faixas etárias acometidas pela covid-19.

"Fizemos amostras e verificamos quantos positivos e negativos para o coronavírus há nesses locais, e qual a proporção de letalidade. Chegou a circular em algum momento a notícia de que a taxa de letalidade por covid-19 no Rio era maior do que em outras grandes cidades do Brasil e do mundo, mas esse levantamento mostrou que não. E na próxima fase da pesquisa, vamos apurar qual a velocidade de disseminação do vírus. Esse estudo, feito com o Ibope, mostra como a doença se espalha nas nossas comunidades", explicou Crivella, ao lado da secretaria municipal de Saúde, Beatriz Busch, e da subsecretária municipal de Vigilância Sanitária, Márcia Rolim.

Maior nº de casos ocorreu em Cidade de Deus

O levantamento apontou que o maior percentual de casos positivos nas seis regiões pesquisadas ocorreu na Cidade de Deus: 28%. O menor, em Campo Grande: 5%,

Quanto à letalidade (número de mortos em relação ao total de infectados), os índices foram os seguintes: 0,2% em Rio das Pedras; 0,3% na Maré e na Rocinha; 0,4% na Cidade de Deus; 1,2% em Realengo; e 1,8% em Campo Grande.

A pesquisa foi realizada pelo Ibope em parceria com a prefeitura do Rio e é dividida em cinco fases. A segunda começará em 1º de julho, nos mesmos locais.

Coronavírus