PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês
Djamila Ribeiro: Todo mundo tem lugar de fala; não é desculpa para não agir

Do UOL, em São Paulo

01/07/2020 11h35

A mestra em filosofia e professora da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica) explicou hoje no UOL Entrevista o conceito de lugar de fala. "O lugar de fala, infelizmente, tem muitas confusões sobretudo nas redes sociais. As pessoas entendem às vezes o lugar de fala como interdito, ou como desculpa para não agir, 'não é o meu lugar de fala, então eu não vou agir', quando todo mundo tem lugar de fala. A gente está falando de locus social.

Na entrevista conduzida pelos jornalistas Leonardo Sakamoto, colunista do UOL, e Paula Rodrigues, repórter de Ecoa, Djamila ressaltou que as pessoas brancas também precisam se engajar na luta antirracista. "É fundamental que as pessoas brancas discutam lugar de fala para não naturalizar seus privilégios, entender que ele foi construído a partir da opressão de outros grupos e para entender a responsabilidade em também compor essa luta", refletiu.

A autora dos livros "O Que É Lugar de Fala?" e "Quem Tem Medo do Feminismo Negro", ela disse que o debate racial no Brasil foi prejudicado pela "ideia romântica" da democracia racial. "Essa falsa ideia, como Kabengele Munanga [antropólogo e professor na USP] fala muito bem, criou visão do racismo como crime perfeito no Brasil. Nessa ideia, só há racismo de verdade em países que tiveram apartheid legal como Estados Unidos ou África do Sul", explica.

Cotidiano