PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
15 dias
Doria diz que policial que pisou em pescoço de mulher em SP foi afastado

Do UOL, em São Paulo

13/07/2020 07h52Atualizada em 13/07/2020 13h40

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que os policiais militares flagrados agredindo uma comerciante de 51 anos em uma abordagem em Parelheiros, na zona sul da capital paulista, foram afastados do cargo. A abordagem violenta ocorreu no dia 30 de maio.

Reportagem exibida ontem pelo "Fantástico", da TV Globo, mostrou que um dos policiais pisou no pescoço da mulher enquanto ela estava no chão.

"Os policiais militares que agrediram uma mulher em Parelheiros, na capital de SP, já foram afastados e responderão a inquérito. As cenas exibidas no 'Fantástico' causam repulsa. Inaceitável a conduta de violência desnecessária de alguns policiais. Não honram a qualidade da PM de SP", escreveu Doria em seu Twitter na noite de ontem.

As imagens mostradas pela TV lembram a abordagem que levou à morte de George Floyd, nos Estados Unidos. Na ocasião, o policial Derek Chauvin ficou por mais de oito minutos com o joelho sobre o pescoço de Floyd, ignorando seus avisos de que não conseguia respirar.

O caso provocou uma onda de protestos contra o racismo nos Estados Unidos e em alguns países da Europa.

Cotidiano