PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
15 dias

Homem se recusa a usar máscara e é preso no Rio, diz Guarda Municipal

Homem é detido por guardas municipais na Praia do Leme, Zona Sul do Rio - Reprodução
Homem é detido por guardas municipais na Praia do Leme, Zona Sul do Rio Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

14/07/2020 15h24

A Guarda Municipal do Rio de Janeiro divulgou que um homem foi preso, ontem, na Praia do Leme, Zona Sul, por agentes do GOE (Grupamento de Operações Especiais), por desobediência e resistência ao descumprir medidas sanitárias conforme o decreto municipal 47.439, que torna obrigatório o uso de máscara em espaço público por conta da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com a Guarda Municipal, guardas municipais faziam a fiscalização sanitária e flagraram um grupo com quatro pessoas — um homem e três mulheres da mesma família — sentado em uma canga estendida na areia próximo a um quiosque, todos sem máscaras de proteção.

A Guarda Municipal afirma que a equipe fez a abordagem e orientou sobre as regras previstas em decreto, mas o homem em questão não acatou, se recusou a colocar a máscara e a fornecer o documento de identidade.

Ao ser comunicado que teria de ser levado à delegacia para efetuar a medida administrativa, o homem resistiu e precisou ser imobilizado e algemado, sendo conduzido à delegacia, onde a ocorrência foi registrada. Na 12ª DP (Copacabana), foi constatado que o infrator tem passagens pela Polícia por lesão corporal, violência doméstica, vias de fato e ameaça.

Ainda de acordo com a Guarda Municipal, os agentes ainda foram hostilizados pela irmã dele com xingamentos.

O deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) questionou a ação dos guardas no Twitter e publicou um vídeo. "Cadê o Diogo? A Guarda Municipal do Rio, em evidente abuso de autoridade, agrediu uma família e levou preso um rapaz, Diogo Lopes, sem dar notícias de seu paradeiro. A abordagem com quem é negro e pobre é bem diferente da dos bares do Leblon!", escreveu na rede social.

A Guarda Municipal respondeu ao tuíte do deputado com as mesmas informações enviadas ao UOL. A instituição ainda declarou à reportagem que o homem foi liberado.

Até o momento, a Guarda Municipal conduziu 13 pessoas para delegacias em casos de resistência, desobediência, desacato e lesão corporal durante a fiscalização das infrações sanitárias pela falta do uso de máscara de proteção. Já foram emitidas 872 multas pela falta do uso de máscaras em toda a cidade, sendo 703 em via pública e 169 dentro de estabelecimentos comerciais.

Cotidiano