PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Governo de SP desaconselha reuniões familiares no Dia dos Pais

João Gabbardo dos Reis, membro do Centro de Contingência do combate ao coronavírus em São Paulo - ROGÉRIO GALASSE/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
João Gabbardo dos Reis, membro do Centro de Contingência do combate ao coronavírus em São Paulo Imagem: ROGÉRIO GALASSE/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

05/08/2020 14h37

O governo de São Paulo não recomenda que as pessoas façam reuniões no Dia dos Pais, comemorado no domingo (9). Em entrevista coletiva concedida hoje, no Palácio dos Bandeirantes, o coordenador executivo do Centro de Contingência, João Gabardo, disse que não haverá um decreto proibindo, mas que as famílias devem calcular os riscos de exposição dos idosos.

"Não é proibido, não vai ter decreto, mas é uma questão de consciência das famílias. Expor pais e avós a um aumento de contato com outras pessoas aumenta a possibilidade de aquisição da doença. Cada família deve avaliar o risco. Ficamos tanto tempo fazendo esse sacrifício, agora que estamos próximos, com a visibilidade de uma vacina, acho que não vale a pena mudar as recomendações. Isso vale para qualquer uma das atividades e qualquer comemoração, como aniversário, Dia dos Pais, dos avós."

Já o governador João Doria (PSDB) pediu para que as pessoas façam as compras dos presentes para os pais pela internet e evitem sair de casa.

"Mesmo com o dia dos pais no fim de semana, usem o online para comprar o presente para o seu pai ou avô. Evite sair de casa ou fazer aquilo que você pode fazer online, pelo computador ou celular", completou.

9.676 novos casos em 24 horas

O secretário estadual de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, informou que o estado registrou até o momento 585.265 casos confirmados da covid-19 e 24.109 óbitos pela doença. Entre ontem e hoje, foram registrados 9.676 novos casos, um aumento de 1,7% em 24h, e 407 mortes, crescimento de 1,7%. O número de fatalidades é o mais alto registrado em um dia desde o dia 20 de julho.

Segundo Gorinchteyn, o índice de ocupação dos leitos de UTI é de 58,7% na região metropolitana da capital. De acordo com o coordenador executivo do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, João Gabbardo, a epidemia está sob controle na capital e em municípios arredor.

Coronavírus